Meteorologia

  • 27 NOVEMBRO 2022
Tempo
18º
MIN 8º MÁX 19º

Factos sobre síndrome do intestino irritável que talvez não saiba

Leia com atenção.

Factos sobre síndrome do intestino irritável que talvez não saiba
Notícias ao Minuto

21:00 - 07/10/22 por Notícias ao Minuto

Lifestyle Saúde

Síndrome do intestino irritável é um diagnóstico relativamente comum, no entanto, provoca muitas dúvidas. Para as esclarecer a médica Catherine Hyatt, partilhou tudo o que precisa de saber no Babylon, um provedor de serviços de saúde digital. 

Primeiro, a médica começa por explicar que a síndrome do intestino irritável é uma condição crónica, que afeta a forma como o intestino se move e funciona. Podendo causar vários sintomas incluindo inchaço, diarreia ou dores abdominais. 

No entanto, também é importante saber que este síndrome não provoca sintomas como sangramento retal ou perda de peso repentina e inesperada, por isso, quando estes se manifestam é essencial procurar ajuda médica. 

Além disto, a especialista também partilhou alguns factos, sobre síndrome do intestino irritável, que talvez não saiba. 

Leia Também: Intestinos doentes? Os sinais a que deve estar atento

Não existe um teste diagnóstico

É verdade, não é possível fazer um teste para saber se tem, ou não, este problema. "Como os sintomas são causados pela forma como o intestino funciona, e não por algo como uma mudança estrutural, não pode ser detetado", explica. 

Outro aspeto complicado, relacionado com este problema, é que os sintomas são semelhantes aos que são manifestados por outras condições, ou seja, normalmente os médicos acabam por ir descartando diferentes hipóteses até conseguirem chegar a uma conclusão. 

Existem diferentes tipos de síndrome do intestino irritável

A médica explica que existe a IBS-D (sigla em inglês), em que o principal sintoma é diarreia; já na IBS-C (sigla em inglês), a prisão de ventre é mais comum; a última IBS-Mixed (sigla em inglês) é uma mistura dos dois. 

"É por isto que duas pessoas com este problema nunca são iguais e o tratamento deve ser adaptado ao indivíduo em questão", afirma. 

Alimentação é essencial para controlar o problema 

Para se conseguir tratar esta condição é necessário adotar estratégias nutricionais, no entanto, não são iguais para todas as pessoas. Por isso, é boa ideia falar com o seu médico e pedir um plano alimentar, personalizado, para conseguir controlar o problema. 

Leia Também: Os piores hábitos que podem causar doenças intestinais

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório