Meteorologia

  • 28 NOVEMBRO 2021
Tempo
14º
MIN 7º MÁX 14º

Edição

Infeções (raras) após vacinação levam a doenças mais ligeiras, diz CDC

A acrescentar, o estudo descobriu que as vacinas de mRNA reduzem o risco de infeção em 91 por cento em pessoas totalmente vacinadas.

Infeções (raras) após vacinação levam a doenças mais ligeiras, diz CDC

Um novo estudo do Centro de Controlo e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos da América descobriu que as vacinas de mRNA contra a Covid-19 (Pfizer-BioNTech e Moderna) reduzem o risco de infeção em 91 por cento para pessoas totalmente vacinadas e 81% em pessoas parcialmente vacinadas.

A acrescentar, o estudo afirma que as pessoas que foram vacinadas, se forem infetadas, têm uma doença mais ligeira do que as pessoas não vacinadas.

O estudo (que continua a decorrer) contou com a participação de mais de 3.900 trabalhadores essenciais - mais propensos a serem expostos ao vírus -, que realizaram o teste de forma semanal durante 17 semanas consecutivas (de 13 de dezembro de 2020 a 10 de abril de 2021) em oito locais dos EUA.

“As vacinas contra a Covid-19 são uma ferramenta fundamental para superar a pandemia”, disse a diretora do CDC, Rochelle P. Walensky. “Os resultados deste estudo vêm reforçar que as vacinas de mRNA são eficazes e devem prevenir a maioria das infeções - mas as pessoas totalmente vacinadas infetadas com o novo coronavírus são suscetíveis a uma doença mais branda e parecem ter menos probabilidade de transmitir o vírus para outras pessoas".

Leia Também: Combinar vacinas pode ajudar a combater variantes, diz estudo alemão

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório