Meteorologia

  • 15 ABRIL 2021
Tempo
17º
MIN 16º MÁX 22º

Edição

Cancro do rim: Combinação de fármacos pode duplicar esperança de vida

Pacientes que sofrem de cancro renal avançado podem ver a sua expectativa de vida duplicar graças a um tratamento medicamentoso dois em um, revela uma nova pesquisa.

Cancro do rim: Combinação de fármacos pode duplicar esperança de vida

O carcinoma de células renais, a forma mais comum de cancro do rim, pode espalhar-se rapidamente pelo corpo e, se diagnosticado já numa fase tardia, geralmente é inoperável. Nestes casos, os tratamentos medicamentosos são normalmente a única opção para prolongar a vida, e os pacientes podem ser informados que têm menos de um ano para viver. 

Agora, reporta um artigo publicado no jornal Daily Mail, um estudo mostra que uma combinação de dois fármacos cancerígenos comummente usados, o Nivolumab e Cabozantinib, pode prolongar a vida desses pacientes e, em alguns casos, até mesmo livrá-los totalmente do cancro. 

O médico John Mcgrane, oncologista do Royal Cornwall Hospitals NHS Trust, no Reino Unido, e investigador do estudo, disse: "a grande notícia é que essa combinação duplica a expetativa de vida dos pacientes em comparação com as drogas atuais que usamos, como o Sunitinib. Mas tão importante quanto isso, há menos efeitos colaterais. Isso significa que os pacientes neste tratamento estão a viver vidas mais longas com menos dor e menos ansiedade". 

"Geralmente o cancro do rim espalha-se primeiro para os pulmões ou para o fígado. Só nesse momento é que muitos pacientes começam a sentir dores no peito ou dificuldade em respirar, altura em que é tarde demais para operar", acrescentou. 

O Nivolumab funciona ajudando o sistema imunológico a identificar e de seguida a destruir as células cancerígenas. Já o Cabozantinib bloqueia o crescimento de vasos sanguíneos nos tumores. 

No início de fevereiro, o novo estudo detetou que no decorrer de um ensaio clínico quando tomados em conjunto, os dois medicamentos impediram o cancro de progredir, em média, por 17 meses - mais do que o dobro da expectativa de vida, relativamente a outros tratamentos convencionais. 

Os cientistas registaram ainda menos 34% de mortes no ensaio combinado, comparativamente a um outro ensaio que incluiu um grupo de tamanho semelhante de pacientes a tomar Sunitinib - um fármaco habitualmente administrado a doentes que sofrem de cancro do rim. Mais ainda, os tumores desapareceram completamente em 9% dos pacientes que tomaram simultaneamente o Nivolumab e o Cabozantinib, em comparação com 4% que usaram o Sunitinib.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório