Meteorologia

  • 21 ABRIL 2021
Tempo
16º
MIN 14º MÁX 19º

Edição

Inquérito revela que um em cada três espanhóis chorou devido a pandemia

Um em cada três espanhóis admite ter chorado devido à situação criada pela pandemia de covid-19, segundo um inquérito sobre a saúde mental divulgado hoje em Madrid pelo Centro de Investigações Sociológicas de Espanha.

Inquérito revela que um em cada três espanhóis chorou devido a pandemia
Notícias ao Minuto

12:09 - 04/03/21 por Lusa

Lifestyle Medos

A sondagem realizada entre 19 e 25 de fevereiro com uma amostra de 3.083 entrevistas feitas por este organismo público que organiza este tipo de inquéritos revela que 35,1% dos espanhóis choraram por causa da situação pandémica atravessada pelo país.

Por outro lado, 23,4% dos espanhóis reconhecem que durante a pandemia sentiram "muito ou bastante medo" de morrer do novo coronavírus, uma percentagem que é menos de metade da que tinha sido detetada em novembro último (58,4%).

O inquérito também indica que 68,6% dos espanhóis sofreram "muito ou bastante medo" com a possibilidade de morte de um membro da família ou pessoa muito próxima, enquanto 72,3% sentiram a mesma preocupação com o medo de infetar alguém do seu círculo mais próximo.

O estudo revela ainda que 51,9% dos inquiridos dizem sentir-se "cansados ou com pouca energia", 41,9% têm tido problemas de sono e 38,7% dizem sofrer de dores de cabeça, entre outros problemas, como taquicardia, tonturas ou desmaios.

Os inquiridos admitem que a pandemia levou a alterações nas crianças e até 72,7% afirmam que os seus filhos ou netos sofreram "mudanças de humor", 78,6% "mudanças nos hábitos de vida" e 30,4% alterações de sono.

Com uma população total de cerca de 47 milhões de habitantes, os números oficiais indicam que mais 3.1 milhões de pessoas em Espanha já teve ou tem a covid-19 e que mais de 70 mil morreram com a doença até hoje.

A pandemia de covid-19 já provocou, pelo menos, 2,5 milhões de mortos em todo o mundo, resultantes de mais de 114,7 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Leia Também: Ordem coordena vacinação de médicos "que estavam deixados para trás"

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório