Meteorologia

  • 18 ABRIL 2021
Tempo
20º
MIN 11º MÁX 24º

Edição

Estudo avaliou o inchaço de gânglios linfáticos em mulheres vacinadas

Por se assemelhar a características de tumores malignos, o efeito secundário tem chamado a atenção de profissionais da saúde.

Estudo avaliou o inchaço de gânglios linfáticos em mulheres vacinadas

Após a vacinação com as propostas da Moderna e da Pfizer/BioNTech, foi verificada uma inflamação nos gânglios linfáticos em algumas mulheres nos Estados Unidos. A reação, por se assemelhar a características de tumores malignos, chamou a atenção de profissionais de saúde.

Num estudo publicado no American Journal of Roentgenology, e citado pela Galileu, a investigadora Shabnam Mortazavi, da Universidade da Califórnia em Los Angeles, procurou saber as razões para o inchaço.

Para isso, analisou registos de dezembro de 2020 a fevereiro de 2021 de um total de 23 mulheres, entre 21 e 49 anos, que apresentaram inflamação dos gânglios linfáticos na axila do mesmo lado do braço vacinado. Da amostra, 13% foram classificadas como sintomáticas devido à presença de nódulos. Em 43%, o inchaço foi detetado acidentalmente em exames de rastreio, como mamografia, ressonância magnética, entre outros. E noutros 43% dos casos, a reação foi identificada a partir de diagnósticos por imagem realizados por motivos distintos.

De acordo com o estudo, 57% das mulheres estavam com um nódulo anormal. “O estudo destaca a inflamação dos gânglios linfáticos axilares do mesmo lado do braço vacinado com Pfizer/BioNTech ou Moderna como uma reação com a qual radiologistas devem estar familiarizados”, explica a investigadora.

A investigadora ressalta que, para melhorar a avaliação dos casos de inchaço dos gânglios linfáticos e das suas possíveis causas, é fundamental ter em consideração a data em que o paciente foi vacinado contra o Sars-CoV-2 e o braço escolhido para a injeção.

Mas esta reação não necessariamente é preocupante. Segundo a especialista em radiologia da mama Holly Marshall, médica no Cleveland Medical Center (não envolvida no estudo), "o inchaço pode ser um sinal de que o seu corpo está a produzir anticorpos em resposta à vacina, como é esperado", disse.

Leia Também: Especialistas defendem vacinação da gripe para reduzir riscos

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório