Meteorologia

  • 08 MARçO 2021
Tempo
10º
MIN 9º MÁX 15º

Edição

"Há um tom vermelho para cada mulher". A simbologia do batom

O batom vermelho tem séculos de significado.

"Há um tom vermelho para cada mulher". A simbologia do batom

O candidato presidencial André Ventura comentou o batom de Marisa Matias e gerou uma onda de protesto - #VermelhoemBelém - que mobilizou vários utilizadores das redes sociais e figuras políticas que, em solidariedade com a candidata do Bloco de Esquerda e pela valorização da mulher, pintaram os lábios de vermelho. Neste contexto, procurámos saber a simbologia deste produto de beleza e descobrimos que acarreta séculos de significado.

No século XX, Audrey Hepburn disse existir "um tom vermelho para cada mulher". Uma afirmação que pode ser interpretada literalmente, com as inúmeras tonalidades do produto disponíveis no mercado, ou simbolicamente se tivermos em conta a sua História.

Segundo o REAL SIMPLE, o batom vermelho tem séculos de significado. Muitos historiadores consideram os antigos sumérios em 3500 aC, no sul da Mesopotâmia, os primeiros inventores do batom feito a partir de pedras vermelhas esmagadas em pó. Outros atribuem o nascimento do batom às antigas elites egípcias, onde Cleópatra era conhecida por usar pintura labial criada com insetos esmagados misturados numa pasta vibrante de ceras vermelhas.

Mas qualquer que seja a sua origem, usar batom vermelho sempre estive associado a um significado. Dependendo da localização e do século, era um sinal de sedução, uma declaração de status social ou símbolo de confiança. Mas não só. O batom já foi utilizado como uma tática feminista e revolucionária. 

Adolf Hitler odiava batom vermelho e, nos países Aliados, usá-lo tornou-se uma declaração contra o fascismo. Em 1912, nos EUA, as mulheres começaram a marchar pelo direito ao voto e, para ganharem mais notoriedade e atenção à sua causa, algumas utilizaram batom vermelho em eventos públicos. À medida que os movimentos pelos direitos das mulheres se espalhavam pelo mundo, a sufragista britânica Emmeline Pankhurst também utilizou o batom vermelho, o que ajudou a espalhar a ação simbólica entre os ativistas.

O batom vermelho como declaração política chega aos dias de hoje. No Chile, em 2019, quase 10.000 mulheres saíram às ruas com vendas pretas e lábios vermelhos para denunciar a violência sexual no país.

Estes são apenas alguns exemplos da utilização simbólica do batom vermelho. Entre as personalidades mais adeptas desta cor estão Margaret Thatcher e Alexandria Ocasio-Cortez.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório