Meteorologia

  • 26 NOVEMBRO 2020
Tempo
MIN 8º MÁX 15º

Edição

Vacina iminente: "Voltaremos à vida normal na segunda metade de 2021"

Albert Bourla, diretor executivo da farmacêutica norte-americana Pfizer, cuja vacina contra o novo coronavírus poderá estar prestes a ser aprovada, afirma que finalmente "há luz ao fundo do túnel".

Vacina iminente: "Voltaremos à vida normal na segunda metade de 2021"

Bourla que anunciou esta semana a eficácia de 95% da vacina da Pfizer contra o novo coronavírus SARS-CoV-2, causador da Covid-19, acrescenta agora que se a vacina for aprovada voltaremos em breve à vida normal.

Em declarações ao canal televisivo Sky News disse: "da forma como as coisas estão a correr, até alcançarmos a imunidade de grupo, as pessoas têm de ter muito cuidado". 

"Têm de usar máscara e praticar distanciamento social". 

"Porém, há luz ao fundo do túnel, é real. Nunca esperámos conseguir desenvolver um vacina tão eficaz, por isso as pessoas têm de ter paciência", afirmou Bourla

"Acredito que voltaremos à vida normal na segunda metade de 2021, que será uma experiência muito diferente para a grande maioria de nós". 

"Creio que se conseguirmos administrar a vacina, poderemos voltar à vida normal". 

Albert Bourla disse à Sky News que a Pfizer já produziu 20 milhões de doses da vacina para a Covid-19 e que a empresa se está a preparar para distribuí-las assim que as autoridades reguladoras internacionais derem permissão para tal. 

O diretor executivo partilhou ainda que o envio da vacina irá começar "horas depois" da Pfizer receber a luz verde.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório