Meteorologia

  • 02 DEZEMBRO 2020
Tempo
16º
MIN 10º MÁX 18º

Edição

As quatro formas como a Covid-19 se espalha e difere da gripe

O inverno está a caminho e com ele irão aumentar os casos de gripe, que este ano estarão em 'competição' com outros casos de infeção pelo novo coronavírus SARS-CoV-2, causador da Covid-19.

As quatro formas como a Covid-19 se espalha e difere da gripe

A gripe sazonal difere da Covid-19, sendo que as estirpes da gripe mudam todos os anos - daí que anualmente a vacina seja outra, reporta um artigo publicado no jornal The Sun Online.

Enquanto os sintomas da gripe, provocada pelo vírus da influenza, e os da Covid são distintos, os dois também são transmitidos de modo diferente.

Entender o modo como estas duas doenças se propagam pode ajudar a determinar qual o vírus que contraiu, se por ventura se começar a sentir mal. 

Apesar dos cientistas ainda estarem a aprender sobre a Covid-19, creem que existem quatro principais formas que o novo coronavírus se espalha e que diferem da gripe:

1. Menos imunidade

Linsey Marr, professora de engenharia civil e ambiental na instituição de ensino superior Virginia Tech, nos Estados Unidos, que estuda vírus transmitidos pelo ar afirma que a Covid é mais infecciosa do que a gripe devido ao facto de existir uma menor imunidade da população mundial contra o SARS-CoV-2. 

O que significa que em princípio, e por exemplo, um grupo de pessoas num dado espaço fechado está mais propenso a adoecer com Covid, ao invés de com a gripe.

2. Assintomáticos

Médicos e cientistas já constataram que algumas pessoas que sofrem de Covid-19 não têm sintomas. 

E este é mais um factor que torna a Covid mais infecciosa comparativamente à gripe. Isto porque se as pessoas estão infetadas com o vírus e não sabem podem inadvertidamente contaminar outros indivíduos. 

Especialistas acreditam que entre 40 a 50% dos infetados permanecem assintomáticos. E embora alguns casos de gripe também não manifestem sintomas, o período de incubação para o novo coronavírus é mais longo, nomeadamente até 14 dias, segundo Marr

3. Propagação viral

Linsey Marr salienta, que uma pessoa com gripe tem a probabilidade de infetar cerca de 1.3 pessoas.

Já relativamente ao SARS-CoV-2 o valor sobe para 2.5. 

4. Os miúdos estão bem, já os adultos...

Múltiplos estudos concluíram que a transmissão do novo coronavírus difere entre crianças e adultos -, sobretudo os mais pequenos são mais resistentes ao SARS-CoV-2. 

Todavia, e apesar de estarem menos propensos a sofrerem de Covid-19 há igualmente um risco mais elevado de permanecerem assintomáticos e propagarem o vírus para os adultos, nomeadamente familiares e outros membros da comunidade.

Leia Também: Covid-19: Há ligação entre viajar de comboio e transmissão do vírus?

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório