Meteorologia

  • 08 AGOSTO 2020
Tempo
19º
MIN 18º MÁX 31º

Edição

Como é que algumas pessoas que não tiveram Covid-19 são imunes?

Um novo estudo tem a resposta.

Como é que algumas pessoas que não tiveram Covid-19 são imunes?

O sistema imunitário de algumas pessoas que não foram expostas ao novo coronavírus pode ter alguma familiaridade com o patógeno - o que possivelmente ajuda a reduzir a gravidade da doença se essa pessoa contrair a Covid-19, sugere um novo estudo publicado esta quarta-feira pela revista Nature.

Segundo a investigação citada pela CNN, entre uma amostra de 68 adultos saudáveis na Alemanha, que não foram expostos ao SARS-Cov-2, 35% tinham células T no sangue que eram reativas ao vírus. Note que as células T fazem parte do sistema imunitário e ajudam a proteger o corpo contra infeções. A reatividade das mesmas indica que o sistema imunitário pode ter tido alguma experiência anterior no combate a uma infeção semelhante e pode usar essa memória para ajudar a combater uma nova infeção.

Então, como é que o sistema imunitário destes adultos pode ter células T reativas se nunca tiveram a Covid-19?

De acordo com os investigadores de várias instituições na Alemanha e no Reino Unido, as células T reativas foram "provavelmente adquiridas em infeções anteriores por coronavírus endémicos", escreveram no novo estudo. O uso dessa memória das células T para responder a uma nova infeção é chamado de "reatividade cruzada".

Mas qual é, efetivamente, o impacto dessas células?

O novo estudo envolveu a análise de amostras de sangue de 18 pacientes com Covid-19, com idades entre os 21 e 81 anos, e doadores saudáveis, com idades entre 20 e 64 anos, com base na Alemanha. O estudo detetou células T reativas ao coronavírus em 83% dos pacientes com Covid-19.

Embora os investigadores também tenham encontrado células T com reações cruzadas pré-existentes em doadores saudáveis, eles escreveram no estudo que o impacto dessas células no resultado de uma doença de Covid-19 ainda permanece desconhecido.

"Parece, neste estudo, que existe uma proporção significativa de indivíduos que têm essa imunidade de células T reativas a outras infeções por coronavírus que podem ter algum impacto na forma como se comportam com o novo coronavírus. Acho que a grande questão é tentar entender qual pode ser o papel dessas células", disse Amesh Adalja, investigador no Centro de Segurança da Saúde da Johns Hopkins University, que não participou do novo estudo.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório