Meteorologia

  • 16 ABRIL 2024
Tempo
17º
MIN 13º MÁX 26º

Sofre de 'gastro coronavírus' e não sabe? O sintoma de que não se fala

Uma dor de estômago lancinante é um dos sintomas do novo coronavírus menos reportado pelos doentes.

Sofre de 'gastro coronavírus' e não sabe? O sintoma de que não se fala
Notícias ao Minuto

08:50 - 22/04/20 por Liliana Lopes Monteiro

Lifestyle Covid-19

Tosse seca persistente, febre e dor ao respirar são os três principais sintomas do novo coronavírus, causador da doença da Covid-19, porém os médicos alertam que a Covid-19 também pode atacar o sistema digestivo. 

Fern Riddell, historiadora e escritora britânica, detalhou na sua página na rede social Twitter os sintomas gastrointestinais que enfrentou enquanto enfrentava a Covid-19. 

No dia 14 de abril escreveu: "olá, não tenho estado por aqui porque este para mim é o dia número 33 de #Covid19, e jamais estive tão doente na minha vida como nos últimos 26". 

"Tenho sorte porque não tenho sintomas respiratórios, os meus são unicamente gástricos, mas experienciar apenas sintomas moderados desta natureza é simplesmente horrível". 

Riddel continua o seu desabafo explicando que no ínicio pensou que tinha apenas uma "breve constipação", um pouco de temperatura e perda de olfato - outro sintoma que muitos doentes de Covid-19 apresentam. 

A historiadora refere que o seu quadro começou a piorar a partir do décimo dia. 

E escreveu: "sinto tremores e dores no corpo inteiro, estou severamente desidratada (seis litros de água por dia mais dioralyte) e náuseas horríveis, diarreia intensa e fadiga extrema". 

"Sentes-te tão, tão mal. E é assustador. Recordo-me pouco dos 14 dias seguintes". 

Um estudo recente, publicado no periódico científico American Journal of Gastroenterology, sugere que os indivíduos infetados com o novo coronavírus ou Sars-coV-2 podem experienciar problemas digestivos graves, tais como diarreia. 

Os investigadores analisaram os dados de 206 pacientes com Covid-19 na província de Hubei, na China, e apuraram que 48,5% dos doentes chegaram ao hospital com sintomas digestivos que incluíam diarreia, vómitos e dor abdominal.

Posteriormente, os cientistas afirmaram, que para algumas pessoas, os sintomas digestivos surgem antes dos sintomas respiratórios típicos da Covid-19. 

O estudo sublinhou: "os dados apurados enfatizam que os doentes com sintomas digestivos repentinos após terem possivelmente estado em contacto com algum indivíduo infetado devem sim suspeitar de imediato da doença, mesmo que não experienciem tosse, falta de ar, dor de garganta ou febre". 

A pesquisa mencionou ainda que os pacientes com sintomas digestivos estão em média doentes por mais tempo, comparativamente àqueles que apresentam sintomas respiratórios - ficam em média 23,7 dias internados no hospital. E que adicionalmente registam quadros mais graves de Covid-19. 

Recomendados para si

;

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório