Meteorologia

  • 01 JUNHO 2020
Tempo
23º
MIN 17º MÁX 28º

Edição

Covid-19. Dose única de sangue de sobreviventes "salva vidas"

O sangue de sobreviventes do novo coronavírus ou Sars-coV-2, causador da doença da Covid-19, pode ajudar os pacientes a recuperarem mais rapidamente e salvar vidas, garante um novo estudo.

Covid-19. Dose única de sangue de sobreviventes "salva vidas"
Notícias ao Minuto

08:41 - 08/04/20 por Liliana Lopes Monteiro  

Lifestyle Tratamento coronavírus

O tratamento experimental pode ainda reduzir o tempo de duração da infeção e aumentar os níveis de oxigénio nos doentes com Covid-19, afirmam os cientistas.

O estudo preliminar foi conduzido em três hospitais chineses que observaram como o tratamento singular ajudou dez pacientes que ainda manifestavam sintomas do vírus. 

Os doentes em questão tinham febre, tosse e falta de ar, enquanto que alguns experienciavam igualmente vómitos, diarreia e dores no peito. 

A cada voluntário foram administradas pelos médicos transfusões de sangue de plasma convalescente proveniente de um indivíduo que havia recuperado totalmente da Covid-19. 

Quando alguém é infetado com o novo coronavírus, o sistema imunitário da pessoa começa a tentar combater a infeção. Como tal, são produzidos anticorpos, que são assim encontrados no plasma do paciente. 

Cada doente que recebeu o novo tratamento pareceu melhorar e apresentar uma diminuição dos sintomas em apenas três dias. 

Os cientistas detetaram que ou os sintomas desapareceram por completo ou melhoraram nesse espaço temporal. 

Dois doentes em questão que estavam ligados a ventiladores deixaram de usar os aparelhos e passaram a estar submetidos a um método significativamente menos invasivo - uma cânula nasal de alta intensidade. Enquanto que outro paciente deixou de necessitar de todo de assistência artificial para respirar. 

Há séculos que este tipo de terapia é utilizada para tratar outros problemas de saúde, e funciona ao transformar o sistema imunitário do corpo humano numa 'arma' capaz de combater vírus invasores. 

Este mesmo tratamento foi anteriormente utilizado pelos médicos para combater os vírus SARS e MERS - ambos da mesma família do Sars-coV-2. 

Enquanto que o estudo, publicado no periódico científico Proceedings of the National Academies of Sciences (PNAS), não teve em conta a formulação de um grupo de comparação que não recebesse o plasma administrado, foi analisado um grupo aleatório de controlo com sintomas semelhantes. 

Desse grupo de doentes, três morreram, seis melhoraram e uma pessoa recuperou totalmente.

Os autores do estudo explicaram: "este estudo piloto demonstra o efeito terapêutico potencial e o risco diminuto do tratamento em pacientes com quadros graves e avançados de Covid-19".

"Uma dose única de sangue [plasma convalescente] com uma elevada concentração de anticorpos neutralizantes pode rapidamente reduzir a carga viral e melhorar o quadro clínico dos doentes. Por outras palavras, uma dose única de sangue salva vidas", concluíram os investigadores.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório