Meteorologia

  • 01 ABRIL 2020
Tempo
11º
MIN 7º MÁX 14º

Edição

O leitor perguntou: Comer antes de ir dormir faz mal à saúde?

Nos tempos modernos que correm caracterizados por carreiras exigentes e afazeres infindáveis o jantar transformou-se na principal refeição do dia.

O leitor perguntou: Comer antes de ir dormir faz mal à saúde?
Notícias ao Minuto

10:00 - 28/02/20 por Liliana Lopes Monteiro  

Lifestyle Snacks noturnos

Contudo, os especialistas alertam que comer à noite, sobretudo quando a refeição é farta e feita pouco tempo antes de dormir, pode impactar negativamente no organismo e na digestão.

De acordo com uma reportagem publicada na BBC News, Um estudo realizado com 700 adultos e apresentado no congresso da Sociedade Europeia de Cardiologia analisou a relação entre as horas nas quais se consome alimentos e os respetivos efeitos no organismo.

Os investigadores envolvidos na pesquisa apuraram que ingerir alimentos a horas tardias à noite provoca um impacto significativo danoso na pressão arterial.

Durante a noite, o processo fisiológico normal é que ocorra naturalmente uma queda da pressão arterial.

Todavia, o estudo constatou que 24,2% dos participantes que comeram até duas horas antes de dormir não registaram uma redução considerada suficiente da pressão sanguínea. Entretanto, nos indivíduos que haviam jantado mais cedo, a percentagem foi de 14,2%.

Permanente ‘estado de alerta’

Os especialistas referem que comer antes de ir dormir faz com que o organismo permaneça num permanente ‘estado de alerta’, no qual estimula a produção de hormonas do stress, como a adrenalina, o que pode alterar o ritmo circardiano, ou seja o ritmo diário do organismo.

Ebru Ozpelit, professora de Cardiologia da Universidade de Dokuz, na Turquia, que apresentou o estudo, afirmou que os resultados sugerem que o que se come é tão importante quanto o tipo de alimentos que se ingere.

Ozpelit explicou que as exigências da vida moderna estão a criar "hábitos de alimentação erráticos", como não tomar o pequeno-almoço e comer cada vez mais tarde. Tais práticas, afirma, estão cada vez mais normalizadas e podem ser prejudiciais para a saúde – contribuindo para doenças como a obesidade, cardíacas, hipertensão, colesterol alto e diabetes.

"Devemos definir a frequência ideal e a hora dos alimentos", afirma Ozpelit.

"O pequeno-almoço é importante, devemos tomar um pequeno-almoço forte e não saltar o almoço. Devemos fazer um jantar mais leve e não deve ser depois das sete da noite", concluiu à BBC a professora.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório