Meteorologia

  • 28 FEVEREIRO 2020
Tempo
MIN 8º MÁX 20º

Edição

Vai acolher um gato ou um cão? 5 conselhos para ser um tutor responsável

Royal Canin vai estar presente no Pet Festival com conselhos essenciais de saúde e cuidados.

Vai acolher um gato ou um cão? 5 conselhos para ser um tutor responsável
Notícias ao Minuto

17:30 - 24/01/20 por Notícias Ao Minuto 

Lifestyle Animais de estimação

O Pet Festival chega entre os dias 31 de janeiro e 2 de fevereiro, na Feira Internacional de Lisboa (FIL), e a Royal Canin convida todos os tutores e amantes de animais de estimação a testar os seus conhecimentos sobre os seus amigos de quatro patas, através de jogos interativos.

“Cada animal de estimação é único e tem necessidades específicas e o primeiro ano é vital para que os gatinhos e cachorros se desenvolvam de forma saudável. Para acolher um animal de estimação em sua casa e na sua família e ser um tutor responsável é preciso, antes de mais recolher informação sobre as especificidades do animal que vai acolher, sobre o que precisa de preparar para a sua chegada e aconselhar-se junto do médico veterinário para saber quais os cuidados de saúde e alimentação que lhe deve proporcionar. Isto, além de ponderar outros aspetos importantes, como a disponibilidade de tempo e a disponibilidade financeira que essa decisão implica”, destaca Thierry Correia, médico veterinário do departamento de comunicação científica da Royal Canin, em comunicado. 

Para garantir um acolhimento saudável e responsável destes verdadeiros membros da família, a Royal Canin partilha os cinco conselhos fundamentais a seguir:

Adapte o seu lar - As primeiras experiências no lar são cruciais para o seu animal de estimação e têm um impacto ao longo da sua vida. Será importante adquirir uma série de elementos, como um bebedouro e comedouro, jogos e brinquedos, caixa transportadora e uma cama confortável. Se vai acolher um gatinho tente estabelecer 4 zonas da casa nas quais se possa mover com tranquilidade – zona da comida, caixa de areia, brincar e zona de descanso. É ainda importante ter uma estrutura de arranhar e um poste de escalar. No caso do cachorrinho, vai precisar de uma coleira ou peitoral, bem como trela e sacos de higiene, além de distinguir também as zonas de comer, brincar e a de dormir; 

Estabeleça rotinas – Os cães precisam de rotinas e horários fixos, que devem ser mantidos nos passeios e também às refeições, isto vai ajudá-los a reduzir a ansiedade. Já os gatos, como têm o hábito de comer pouca quantidade de cada vez e várias vezes ao dia (incluindo durante a noite), devem ter a sua quantidade diária de alimento seco à disposição. Para ambas as espécies é importantíssimo respeitar a dose diária recomendada e aconselhada pelo médico veterinário – um hábito essencial a aplicar desde os primeiros dias de vida e ao longo do seu desenvolvimento, uma vez que a longo prazo estas rotinas evitam problemas de excesso de peso e obesidade e as questões de saúde a eles associadas.

Visite o veterinário - A primeira visita ao veterinário, pouco depois de ter recebido o seu gatinho ou cachorrinho em casa, é crucial. Um check-up completo, com vacinas e desparasitação, bem como conselhos de nutrição, educação e saúde são fundamentais para garantir que, enquanto tutor, está preparado para dar ao seu animal de estimação os cuidados de que necessita. Deve ter sempre à mão o número do seu médico veterinário em caso de emergência e estabelecer visitas regulares, pelo menos uma vez por ano.

Escolha o alimento certo para o seu animal – O segredo da saúde do seu animal de estimação está naquilo que lhe põe na taça. Cada animal de estimação é único e tem necessidades específicas, de acordo com a sua espécie, idade, peso, raça, estilo de vida e estado de saúde. O alimento deve ser escolhido de acordo com as características do animal de estimação e ser adaptado à medida que as suas especificidades mudam – à medida que envelhece, quando passa por uma esterilização, quando algo na sua saúde se altera, etc.

Promova a atividade física - Os nossos gatinhos e cachorrinhos precisam de exercício físico, que, além de promover o bem-estar e saúde, queima energia e ajuda a fortalecer os laços com os seus tutores. No caso do cão é essencial fazer pelo menos dois passeios de 30 minutos por dia e promover jogos e exercícios que contribuirão para o seu desenvolvimento. No caso dos gatos, deve estimular o instinto predador com brinquedos adaptados e evitar brincar com as mãos para evitar arranhões e mordidelas.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório