Meteorologia

  • 31 OUTUBRO 2020
Tempo
23º
MIN 14º MÁX 24º

Edição

Natal: Sete mitos e verdades sobre o ganho de peso

Os especialistas do PronoKal Group apresentam alguns dos mitos mais ouvidos sobre a comida na época natalícia e respondem às dúvidas mais comuns dos seus pacientes.

Natal: Sete mitos e verdades sobre o ganho de peso
Notícias ao Minuto

12:00 - 16/12/19 por Liliana Lopes Monteiro  

Lifestyle Dieta no Natal

A lista surge do compromisso da PronoKal em promover um estilo de vida saudável, consciencializando a sociedade para os cuidados a ter nas festas de Natal. Abaixo os principais erros no Natal detetados pelos especialistas da marca, na área de alimentação e obesidade.

Saiba se tudo o que é dito sobre a relação entre Natal e obesidade é verdadeiro ou falso.

1) O Natal pode fazê-lo/a engordar até 4 kg.

Verdade: Em média a época natalícia pode provocar um ganho de peso médio dentre os 2 e os 4 kg. Para uma pessoa que perdeu peso recentemente, estas datas são umas das mais estressantes, pois traduzem-se em compromissos sociais à mesa.

2) Não praticar atividade física no Natal tem as mesmas repercussões que não fazer em nenhuma outra época do ano.

Falso: Como as refeições de Natal são mais abundantes e é comum comer mais doces do que o normal, é ainda mais importante ter atividade física. Está cientificamente comprovado que um exercício de 30 minutos por dia, cinco dias por semana, e ter uma dieta variada e completa, favorece o controlo do peso, a pressão arterial e a glicemia.

3) No Natal devido a uma maior ingestão de doces é natural sentir ainda mais fome.

Verdadeiro: Devido ao alto consumo de açúcar que ocorre nas refeições de Natal (filhós, Bolo Rei, Tronco de Natal, entre tantos outros doces tradicionais) é fácil para o corpo sentir fome mais rapidamente. E essa é uma das maneiras que o corpo tem para detetar se precisa comer, graças à quantidade de glicose no sangue. Portanto, o corpo irá consumir muito rapidamente no formato de glicose, e isso fará com que, após o consumo, os níveis sejam muito altos por um tempo, mas depois caiam rapidamente, gerando uma sensação de fome mais rápida do que com outros alimentos.

4) Uma única refeição de Natal pode exceder a ingestão diária recomendada de calorias para um homem ou mulher em idade adulta.

Verdade: Durante as férias, somos dominados pela fome hedónica ou pelo prazer, um fator que pode ser estabelecido como uma das causas fisiológicas para o ganho de peso no Natal. Isso pode levar à ingestão de 2.500 a 3.000 calorias em cada um dos almoços ou jantares de Natal, o que excede a ingestão calórica recomendada para um homem ou mulher em idade adulta, para um dia inteiro.

5) No Natal, os ataques cardíacos aumentam.

Verdade: Na verdade, a taxa de pessoas que sofrem de ataques cardíacos nesta época do ano é tão significativa que existe o chamado "ataque cardíaco de Natal". Isso pode ocorrer devido a vários fatores, como o aumento do consumo de gordura e álcool, stress emocional ou frio. Estes fatores podem ser decisivos quando se trata de um ataque cardíaco. Portanto, os especialistas recomendam manter uma dieta saudável também nestas datas, bem como a prática de atividade física.

6) No Natal, a melhor forma de queimar gordura e assim compensar o excesso de comida é fazer exercícios físicos cardiovasculares.

Falso: O músculo é o órgão chave para favorecer um ambiente hormonal adequado para queimar de gordura, sendo o alvo terapêutico que devemos trabalhar para evitar um aumento de peso derivado de uma ingestão acima do nosso número de calorias diário recomendado. Tendo em conta que um treino cardiovascular queima uma grande quantidade de calorias, mas também reduz os músculos, se queremos fazer atividade física, o ideal é fazer um treino de musculação / tonificação, pois além de melhorar a regulação da glicose no sangue e o controlo da colesterol, reduz os triglicerídeos, melhora a sensibilidade à insulina e aumenta o metabolismo basal mesmo 48 horas após o treino.

7) Contar as calorias do que comemos evita o ganho de peso.

Falso: Nem todas as calorias são iguais. As contribuições calóricas são diferentes dependendo dos alimentos que ingerimos, por exemplo, 1 copo de vinho fornece cerca de 120 kcal. Ou seja, o álcool, além de não fornecer nutrientes, aumenta a ingestão calórica. Mas, por outro lado, salmão ou abacate, alimentos muito presentes nestas datas, também são alimentos ricos em calorias, mas fornecem-nos um tipo de gordura saudável para o coração, muito necessária para o nosso corpo. A melhor recomendação é manter o hábito de fazer 5 refeições por dia, distribuindo o consumo calórico total ao longo do dia, em vez de concentrar todo o consumo calórico de um dia numa refeição.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório