Meteorologia

  • 14 NOVEMBRO 2019
Tempo
15º
MIN 10º MÁX 16º

Edição

Aposte nestas quatro dicas básicas e eficazes para perder barriga

Para quem pretende emagrecer, na maioria das vezes o maior obstáculo reside em perder gordura abdominal.

Aposte nestas quatro dicas básicas e eficazes para perder barriga
Notícias ao Minuto

13:50 - 21/10/19 por Liliana Lopes Monteiro  

Lifestyle Perder gordura abdominal

Uma pesquisa da Washington University School of Medicine , de St. Louis, no Missouri, nos Estados Unidos, sugere que as pessoas com muita gordura em torno da cintura têm um maior risco de desenvolverem problemas crónicos, como doenças cardíacas e diabetes tipo 2.

“Isto porque, ao contrário da gordura subcutânea, que fica diretamente sob a pele, a gordura da barriga (ou melhor, gordura visceral) paira dentro e ao redor dos órgãos vitais”, diz Albert Matheny, nutricionista e instrutor no SoHo Strength Lab, em Nova Iorque, à revista Women’s Health. Tal também é válido para quem tem um peso saudável.

Verifique a circunferência da sua cintura. Nas mulheres, as medidas de 89 cm ou mais estão associadas a um aumento significativo de doença crónica.

Sim, a genética tem influência na hora de perder barriga

Uma pesquisa de 2013 publicada na revista internacional Human Molecular Genetics sugere que existem cinco genes diferentes que desempenham um papel na quantidade de gordura que armazena em torno da cintura. Todavia, lembre-se que a genética influencia apenas a sua suscetibilidade a uma cintura maior. É o estilo de vida que, em última instância, ‘decide’.

Construir músculo pode ajudar

“Perder gordura na barriga está diretamente ligado ao músculo, que mantém a taxa metabólica alta e melhora a sensibilidade à insulina, proibindo a gordura de se acumular no abdómen”, diz Matheny. Na verdade, um estudo feito em 2015 na Harvard School of Public Health (EUA) com 10.500 adultos mostrou que o treino de força combate a gordura abdominal melhor do que o cardiovascular. Opte por praticar pelo menos três a quatro dias de treino de força por semana.

Também pode obter maiores benefícios através da combinação de exercícios de força com uma dieta rica em proteínas. Um estudo da McMaster University (Canadá) descobriu que as mulheres que consomem 30% das suas calorias diárias de fontes de proteína perdem duas vezes mais gordura na barriga que aquelas que seguem dietas de baixa proteína. O objetivo é comer entre 25 e 30 gramas desse macronutriente por refeição. O que equivale a metade de um peito de frango.

A qualidade das calorias importa

“Muitos alimentos processados têm pouca fibra e estão repletos de produtos químicos. O que pode alterar negativamente as hormonas e a forma com que o corpo armazena a gordura”, afirma Georgie Fear, autor do livro ‘Lean Habits for Lifelong Weight Loss’. Alimentos integrais de qualidade fornecem ao corpo vitaminas, minerais e antioxidantes que mantêm a gordura afastada da barriga. Exemplos: fruta, legumes, grãos integrais e carnes magras.

Atenção ao stress

Índices constantemente elevados da hormona do stress cortisol não apenas promovem a retenção de gordura como a enviam diretamente para o abdómen”, diz Matheny. Fatores que geram stress que podem atrapalhar incluem exercício em excesso, muitas horas de trabalho e falta de sono. De facto, uma pesquisa da Wake Forest University (EUA) mostrou que dormir cinco horas ou menos por noite está fortemente associado com aumento da gordura visceral. Tente dormir entre sete a nove horas de sono por noite.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório