Meteorologia

  • 20 NOVEMBRO 2019
Tempo
14º
MIN 11º MÁX 16º

Edição

Cinco sinais subtis que podem indicar diabetes

Estima-se que, apenas nos Estados Unidos, mais de 30 milhões de pessoas sofram de diabetes, de acordo com os Centers for Disease Control and Prevention (CDC). E pior: 25% nem sabe.

Cinco sinais subtis que podem indicar diabetes

A diabetes é um problema de saúde pública que resulta, muitas vezes, da forma como as pessoas vivem e dos hábitos que têm. Como reporta a Organização Mundial de Saúde (OMS), a incidência da doença tem vindo a aumentar. Em 2010, cerca de 34,9% da população portuguesa entre os 20 e os 79 anos apresentava diabetes ou pré-diabetes e cerca de 43,6% dos casos não estavam diagnosticados.

A diabetes é responsável por várias complicações que diminuem a qualidade de vida, podendo provocar a morte precoce. É uma doença que não tem cura. No entanto, o avanço nos tratamentos e a compreensão da doença permitem aos diabéticos levar uma vida praticamente normal. Muitas vezes, o cuidado com a alimentação e a prática regular de exercício são suficientes para evitar a doença ou para a manter controlada.

Na verdade, existem três tipos de diabetes: tipo 1, tipo 2 e diabetes gestacional. A maioria das pessoas possui diabetes do tipo 2, que ocorre quando o corpo não usa bem a insulina e não consegue manter o nível de açúcar no sangue estável, de acordo com o CDC.

Já o diabetes tipo 1 é muito menos comum – apenas cerca de 5% dos diabéticos o têm. Trata-se essencialmente de uma doença auto-imune em que o corpo deixa de produzir insulina (e, como tal, não consegue regular o açúcar no sangue).

E a diabetes gestacional ocorre em mulheres grávidas. Regra geral a patologia desaparece após o parto, mas pode aumentar a probabilidade de desenvolver o tipo 2 mais tarde, de acordo com o National Institute of Diabetes and Digestive and Kidney Diseases (NIDDK).

Todos os três tipos de diabetes podem ser facilmente detetados através de um exame de sangue. O teste, essencialmente, verifica se a glicose na corrente sanguínea (também conhecida como açúcar no sangue) está excessivamente alta.

“Infelizmente, muitas pessoas têm diabetes ou pré-diabetes não diagnosticados. Isso porque os sintomas são super-subtis”, afirmou Poorani Goundan, endocrinologista do Boston Medical Center (EUA), em entrevista ao canal de televisão CNN.

Eis cinco sintomas sorrateiros de diabetes

1. Está constantemente com vontade de fazer xixi

“Quando há açúcar a mais na corrente sanguínea, o corpo instintivamente tenta livrar-se desse excesso”, explicou Mary Vouyiouklis Kellis, endocrinologista da Cleveland Clinic (EUA), também à CNN. “A água segue o açúcar, então acaba por ter uma grande perda de urina”, completa.

2. Não para de beber água

Ao urinar constantemente, a desidratação é uma possibilidade muito real. E, para piorar a situação, “alguns pacientes que não sabem que têm diabetes saciam a sede com bebidas açucaradas como refrigerantes ou sumos, o que por sua vez aumenta o açúcar no sangue”, diz Goundan. Os sinais de desidratação incluem urina de cor escura, perda de peso e sede extrema.

3. Sofre de mau hálito

A desidratação relacionada à diabetes contribui para a secura da boca e para o mau hálito que pode acompanhá-la. “Afinal, com a boca seca, não há cuspo suficiente para lavar as bactérias e equilibrar o pH da boca”, salienta Kellis.

Adicionalmente, a diabetes não diagnosticada ou descontrolada pode gerar cetose. Trata-se de um processo no qual o corpo usa a gordura, em vez de glicose, como energia. “A cetose liberta um subproduto químico chamado cetonas, que pode fazer com que o hálito cheiro extremamente mal ou que tenha um aroma doce ou frutado”, diz. Às vezes pode até cheirar a acetona, já que é um tipo de cetona.

4. Sente os pés e as mãos dormentes

Neuropatia – uma condição caracterizada por dormência ou sensações estranhas, como alfinetes e agulhas nos braços, pernas, mãos e pés – ocorre em mais da metade das pessoas com diabetes tipo 2, de acordo com uma revisão do periódico Diabetes Care 2017.

“A diabetes reduz o fluxo sanguíneo para as extremidades e, ao longo do tempo, danifica os vasos sanguíneos e nervos”, diz Kellis.

5. A sua visão está cada vez mais turva

A visão turva é um sintoma comum e frequentemente ignorado sobretudo nas mulheres. O que a diabetes tem a ver com a visão? Kellis explica que pode formar-se um fluido na lente do olho quando os níveis de açúcar aumentam. Esse fluido pode ‘borrar’ a visão, causar miopia e a necessidade de usar óculos ou lentes de contacto. “Felizmente, controlar os níveis de açúcar no sangue faz com que a visão turva volte gradualmente ao normal”, acrescenta.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório