Meteorologia

  • 15 OUTUBRO 2019
Tempo
15º
MIN 12º MÁX 20º

Edição

Por que não deve levar o telemóvel para o WC (não é o que está a pensar)

Trata-se de um hábito bastante comum, levar o telemóvel para o WC como uma forma de distração. E longe já vão os tempos em que imperava o costume de ler revistas ou jornais – quando a natureza chama. Todavia, especialistas alertam que os smartphones devem manter-se à distância quando vai à casa de banho, saiba mais.

Por que não deve levar o telemóvel para o WC (não é o que está a pensar)
Notícias ao Minuto

09:00 - 23/09/19 por Notícias Ao Minuto 

Lifestyle Telemóvel

Pode imaginar que o principal problema é o que deixa os especialistas na área da saúde verdadeiramente indignados: a contaminação por germes e bactérias. Pode até lavar bem as mãos quando sai do WC, mas de seguida irá colocar os dedos novamente no telemóvel ou aproximar o aparelho do rosto. Existe também o risco de deixar cair o smartphone na sanita (quem não conhece alguém que tenha passado por isso?). E sim, só esses já seriam bons motivos para abandonar o hábito, mas há outra razão, talvez pouco discutida sobre o assunto.

Diga não

A questão é que, muitas vezes, o momento em que as pessoas vão ao WC é o único período de distração que têm durante o dia. Como tal, tem-se discutido como os momentos de ócio merecem uma valorização maior na era da geração hiperconectada. A ida à casa de banho, que de certa forma é uma paragem obrigatória dos afazeres diários, também poderia ser utilizada como um momento para se desconectar.  

Acostumamo-nos à interatividade mesmo nos horários livres: associamos a prática de ‘fazer nada’ com atividades como ver séries na Netflix ou na TV, jogar no computador, verificar as redes sociais e, é claro, mexer no telemóvel. Mas se estamos a realizar algumas dessas coisas não estamos exatamente a fazer nada, certo?”, explica a psicóloga norte-americana Jorja Moore à revista TIME. “O cérebro está a receber estímulos e informação dos dispositivos. Então não podemos dizer que estamos a fazer nada. Como pode saber o que realmente passa pela sua mente se a cabeça não tiver essas chances de não receber nenhum estímulo ou informação?”.

Moore explica que a verdadeira questão é passar alguns minutos durante o dia desconectado. “Se não pode dar-se ao luxo de fazer isso a qualquer momento, então sugerimos que seja na inevitável hora de pausar o que estiver a realizar para ir ao WC. Além dos riscos de contaminação e doenças, existe a possibilidade de perder o aparelho para um ‘mergulho mortal’, e sobretudo a oportunidade desperdiçada de finalmente ter um tempo para si”, aconselha a psicóloga.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório