Meteorologia

  • 12 NOVEMBRO 2019
Tempo
12º
MIN 12º MÁX 18º

Edição

Já conhece a fruta do dragão? Os poderosos benefícios deste superalimento

A nutricionista Catarina Sofia Correia partilhou com o Lifestyle ao Minuto um artigo de opinião sobre todos os benefícios da pitaya (também conhecida por fruta do dragão).

Já conhece a fruta do dragão? Os poderosos benefícios deste superalimento

Já ouviu falar da fruta do dragão ('dragon fruit')? Não? E da famosa fruta de nome pitaya? Este nome já não lhe é estranho, verdade? Pois bem, a pitaya, ou a fruta do dragão, é uma das frutas com a aparência mais exótica que podemos encontrar no mercado.

Com origem em regiões da América Central e México, é o fruto de uma espécie específica de cactos e o seu nome invulgar de fruta do dragão justifica-se pela sua casca irregular e escamosa e espinhosa. É considerada uma fruta tropical, rica em vitaminas e minerais e de sabor doce e suave sendo muitas vezes comparado com o kiwi e o melão. Encontram-se diferentes espécies de pitaya e, cada uma pode apresentar características físicas e químicas diversificadas quanto ao formato, presença de espinhos, cor da casca e da polpa, entre outros.

As mais conhecidas são: a pitaya-branca (casca rosa e de polpa branca), a pitaya amarela (casca amarela e polpa branca) e pitaya-vermelha (casca vermelha e polpa vermelha).

Esta fruta tropical é bastante nutritiva e possui diversos benefícios para a saúde:

Rica em Ferro - Contribui para a redução do cansaço e fadiga, para a formação normal de glóbulos vermelhos e de hemoglobina, essencial para o transporte de oxigénio pelo organismo e contribui também para o normal funcionamento das defesas do organismo (sistema imunitário);

Rica em Vitamina B3 (niacina) – Ajuda a manter uma pele saudável e normal e regula também a função psicológica e funcionamento do sistema nervoso;

Rica em Fibras – Contribui para a saúde intestinal e promove a sensação de saciedade.

Por outro lado, destaca-se a presença de vitamina C, vitaminas do complexo B e de minerais como o cálcio e o fósforo.

Para além da excelente qualidade nutricional, a pitaya possui um baixo valor de calorias. Por cada 100g de polpa de Pitaya obtém-se apenas 68 kcal (aproximadamente o mesmo que em 100g de laranja) e 1,3g de fibras.

Poderá ser consumida em qualquer altura do ano e deverá ser cortada ao meio e ser consumida somente a sua polpa ao natural. Esta, por sua vez, poderá ser usada em saladas, para preparar sumos, batidos, geleias ou até mesmo gelados. Depois de aberta, deve selar a pitaya no frigorifico durante sete dias ou congelar a polpa.

Por ser uma fruta, deve ser incluída numa dieta equilibrada e variada, sendo que o seu consumo diário não deve ultrapassar as três a quatro porções (uma porção equivale a ½ pitaya) de forma a prevenir o desenvolvimento de doenças cardiovasculares, obesidade e alguns tipos de cancro.

 

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório