Meteorologia

  • 27 OUTUBRO 2020
Tempo
10º
MIN 10º MÁX 19º

Edição

Boas férias... os seis maiores riscos para a saúde ao viajar de avião

Acidentes e fatalidades à parte, o maior risco ao fazer uma viagem de avião é acabar com uma gripe.

Boas férias... os seis maiores riscos para a saúde ao viajar de avião
Notícias ao Minuto

08:00 - 24/07/19 por Liliana Lopes Monteiro  

Lifestyle Viajar de avião

Para começar o ambiente na aeronave é favorável a infecções, vírus e bactérias: humidade reduzida e centenas de pessoas juntas num espaço restrito pode ser uma combinação arriscada. Consequentemente o risco de contrair uma gripe ao viajar de avião é mais de 100 vezes maior do que o normal, de acordo com uma pesquisa divulgada no periódico científico Journal of Environmental Health Research.

Eis outros cinco riscos para a saúde ao fazer uma viagem de avião:

Potencial de pandemia

Muito mais grave do que uma simples gripe é o risco de surtos de doenças graves, como poliomielite e sarampo. Nos Estados Unidos, quase todos os casos de surtos — que têm aumentado nos últimos meses — envolveram viagens de avião, com pessoas infectadas afetando pessoas não vacinadas.

Jet lag

Também conhecido em termos médicos por dissincronose. A condição ocorre quando o relógio biológico do corpo fica alterado, fora de sincronia com os sinais do novo fuso. Fadiga, dificuldade em dormir e de concentração, e desorientação aos horários das refeições estão entre os sintomas. Embora um jet lag eventual não traga maiores danos para a saúde do que o incómodo passageiro, viajantes frequentes podem ter problemas como declínio cognitivo, transtornos do humor e até mesmo doenças cardíacas, segundo um estudo publicado na revista Lancet.

Perda auditiva

Exposição por mais de algumas horas a barulhos com mais de 85 decibéis pode causar prejuízo auditivo permanente. Para efeitos de comparação, uma conversa num tom normal tem 60 dB e música alta em discotecas chega a 100 dB. Já, numa cabine de avião, o barulho varia de 75 dB na parte dianteira e 85 dB na traseira. Para completar, os passageiros tendem a aumentar o som nos auriculares de ouvido para compensar o barulho.

Trombose venosa profunda

Ficar muito tempo sentado na mesma posição pode causar a formação de coágulos nas veias profundas, principalmente nas pernas. Entre os sintomas estão inchaço, dor, calor e vermelhidão e rigidez da musculatura no local onde o coágulo se formou. Em geral, este dissolve-se sem maiores incidentes, mas há risco de se deslocar para o pulmão ou coração e causar embolia.

Raios cósmicos

Durante um voo, o interior do avião está exposto a altos níveis de radiação de raios cósmicos, partículas de energia provenientes do espaço. Quanto mais próxima a rota estiver dos polos da Terra, maior o risco de exposição — por exemplo, numa viagem de Washington DC a Pequim, os viajantes estão expostos a mais radiação do que num exame de raios-X.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório