Meteorologia

  • 17 JULHO 2019
Tempo
18º
MIN 17º MÁX 19º

Edição

Medicamentos tomados por milhões "aumentam risco de demência em 50%"

Os fármacos – conhecidos como anticolinérgicos e vendidos em Portugal – são utilizados para tratar problemas de bexiga, depressão e doença de Parkinson.

Medicamentos tomados por milhões "aumentam risco de demência em 50%"

Esses medicamentos já foram associados a sintomas de confusão, problemas de memória e a quedas nos idosos.

E agora um estudo da Universidade de Nottingham, no Reino Unido, revela que indivíduos com mais de 65 anos e que tomam doses elevadas dessas drogas pelo menos durante três anos apresentam uma probabilidade 50% maior de desenvolverem demência.

A sublinhar, que esta associação entre os anticolinérgicos e o aparecimento de doenças degenerativas da mente já havia sido detetada pela Ordem dos Farmacêuticos em Portugal.

Risco de 50%

A líder do estudo, a professora Carol Coupland, afirmou em declarações ao jornal britânico The Independent que os indivíduos de meia idade e com mais anos devem considerar optar por fármacos alternativos sempre que possível.

Acrescentando: “O nosso estudo traz consigo novas provas dos potenciais riscos associados à toma de drogas anticolinérgicas fortes, particularmente anti-depressivos, fármacos antimuscarínicos para a bexiga, drogas para o tratamento de Parkinson e para a epilepsia". 

Um em cada 10 casos de demência são causados por medicação

O estudo publicado no periódico científico JAMA Internal Medicine, analisou os dados médicos de 59 mil pacientes diagnosticados com demência e de 226 mil que não padeciam da condição.

A análise estimou que os medicamentos anticolinérgicos são responsáveis por um em cada dez casos da doença – ou seja por cerca de 20 mil casos por ano apenas no Reino Unido.

Somente ultrapassado pelo consumo de tabaco (fator de risco modificável) relativamente ao risco de desenvolvimento de demência.

As drogas anticolinérgicas ajudam a contrair e a relaxar os músculos. Funcionam ao bloquear um químico de nome acetilcolina, que transmite mensagens e informação para o sistema nervoso.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) estima que milhões de pessoas em todo o mundo tomem a dado momento das suas vidas esse tipo de fármacos.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório