Meteorologia

  • 20 JULHO 2019
Tempo
18º
MIN 17º MÁX 20º

Edição

Coragem, respeito pelo mar e loucura: Atletas impressionam nos Açores

O Red Bull Cliff Diving World Series aconteceu no passado dia 22, em Vila Franca do Campo, Açores.

Notícias ao Minuto

18:20 - 24/06/19 por Mariline Direito Rodrigues 

Lifestyle Red Bull Cliff Diving

Este fim de semana realizou-se mais uma etapa do Red Bull Cliff Diving World Series nos Açores, mais precisamente no Ilhéu de Vila Franca do Campo, São Miguel. O tempo traiçoeiro e o mar agitado obrigaram a algumas alterações na competição, sendo que sábado acabou por ser o dia ideal para que a etapa fosse devidamente concluída. 

Se nunca ouviu falar desta modalidade que nasceu no Havai a explicação é simples. Os atletas sobem a um penhasco e executam saltos acrobáticos, capazes de deslumbrar quem assiste. No caso das mulheres a altura máxima são cerca de 21 metros, nos homens a plataforma é colocada a cerca de 27 metros.

De facto, não é para qualquer um. O cliff diving requer uma enorme preparação física e mental. Há exemplos de atletas que chegaram a ser convidados para fazer parte do espetáculo do Cirque du Soleil, tal era a sua resistência. Contudo, depois de termos conversado com aqueles que dominam a competição, conseguimos perceber que os maiores obstáculos a ultrapassar estão na cabeça.

Gary Hunt, o campeão

É sempre com um sorriso apaixonante que o atleta britânico de 35 anos nos fala da sua experiência. Já conseguiu 34 vitórias na competição e subiu cerca de 59 vezes ao pódio nas 72 competições já realizadas. Na etapa dos Açores conseguiu mais uma.

Atualmente, Gary sente que é uma pessoa totalmente diferente comparativamente com o ano passado. Passou por um ponto de viragem, uma vez que teve de ultrapassar um problema a nível psicológico, mas confessa que foi nos Açores que recuperou a sua confiança.

"Seria louco se não saltasse. A parte mais difícil é [o tempo] antes do salto. Antes de saltares são tantas emoções. Assim que deixas a plataforma é fácil. O teu corpo faz aquilo que precisa de fazer. Não há como voltar atrás. Antes de saltares é um grande desafio, questionas-te a ti mesmo. O mergulho é relativamente fácil comparativamente com a coragem de que precisas [para o fazer]", sublinha, relativizando a sua capacidade para executar mergulhos perfeitos.

"Tenho medo todas as vezes, [mas] vai-se tornando mais fácil. Aprendes a construir a tua confiança. Precisas de ter medo, de respeitar a água", sublinha, evidenciando os riscos da modalidade, que são muitos. 

Notícias ao MinutoGary Hunt a executar um dos saltos que lhe deu a vitória na etapa.© DR

Jonathan Paredes, a maior 'ameaça' de Gary Hunt

Foi por muito pouco que Jonathan não conseguiu ficar em primeiro lugar na etapa dos Açores. No entanto, já depois da competição revelou-se feliz pela conquista e recordou a dificuldade em ultrapassar um atleta como Gary, que consegue lidar muito bem com a pressão. 

No seu sétimo ano em Portugal, o mexicano de 29 anos diz que não podia estar mais feliz por estar nos Açores. Reconhece que as ondas são a parte mais difícil na etapa feita por cá, mas não se deixa intimidar por elas.

Tal como Gary, reconhece a necessidade de se ter medo. "Temos medo. Temos de ter medo. Faz parte do respeito que temos pelo desporto".  

Perguntamos se tinha alguma superstição que cumpria antes de mergulhar e na condição de católico afirma que reza para que tudo corra bem. Depois garante que a "preparação está toda na cabeça". 

Notícias ao MinutoJonathan Paredes a saltar.© DR

Rhianna Iffland, a mulher mais premiada na história do Cliff Diving

A australiana de 27 anos revelou-nos que sempre mergulhou muito bem em Portugal e que este é um lugar muito especial, o “paraíso” do cliff diving. "Sonhamos com estes lugares todos os dias", referiu.

"Os cinco minutos antes do mergulho são a pior parte. Sentes muitas emoções no teu corpo e é preciso controlar esses sentimentos. A única coisa em que penso antes de mergulhar é precisamente naquilo que preciso de fazer e de forma segurança", confessa. 

Notícias ao MinutoRhianna Iffland na competição.© DR

Jucelino Junior, 'o noivo'

Esta foi a carinhosa alcunha com que o atleta brasileiro foi apelidado depois de marcar a etapa com um pedido de casamento à namorada. Logo após um salto dirigiu-se à sua amada mostrando o anel (que não queremos imaginar onde o tinha guardado) e protagonizou um momento muito romântico. 

"Acho que não teria outro local melhor no mundo para agregar algo na minha vida. Tive mais medo de receber um não do que saltar lá de cima", brincou. 

Notícias ao Minuto© DR

Mesmo com todos os contratempos, a etapa foi um verdadeiro sucesso. Em ambiente de festa foi anunciado que Vila Franca do Campo receberá novamente a competição para o ano, mas nos dias 4 e 5 de setembro. 

Na galeria veja alguns dos melhores momentos da competição!

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório