Meteorologia

  • 19 MAIO 2019
Tempo
17º
MIN 16º MÁX 18º

Edição

Tudo o que necessita de saber sobre a esclerose múltipla

Estima-se que em todo o mundo existam cerca de 2.500.000 pessoas com EM (dados da Organização Mundial da Saúde) e em Portugal mais de oito mil.

Tudo o que necessita de saber sobre a esclerose múltipla
Notícias ao Minuto

20:00 - 23/04/19 por Liliana Lopes Monteiro  

Lifestyle Sistema nervoso

A esclerose múltipla é uma doença autoimune que atinge o sistema nervoso central. Basicamente, as defesas do corpo confundem as células saudáveis com malignas atacando-as e provocando lesões. A palavra vem do Latim ‘sclerae’, que significa cicatriz.

O que causa?

As causas exatas são desconhecidas, o que torna o diagnóstico precoce ainda mais importantes. Há pesquisas que apontam que podem existir relações entre a genética, o ambiente em que a pessoa vive e até mesmo vírus, como o da mononucleose e o do herpes.

Também existem alguns estudos que sugerem que hormonas, especialmente as sexuais, podem afetar e serem afetadas pelo sistema imunitário.

Quem é afetado pela esclerose múltipla?

As mulheres são mais propensas a desenvolver a esclerose múltipla, uma taxa de proporção de três para um. Apesar de poder ocorrer em qualquer fase da vida, a população mais afetada costuma ter entre 20 e 40 anos. A idade média de diagnóstico é 30 anos. Também afeta mais as populações europeias, do sul do Canadá, norte dos Estados Unidos, Nova Zelândia e sudeste da Austrália, embora não se saiba exatamente o porquê.

Quais são os principais sintomas da patologia?

Os primeiros sintomas de esclerose múltipla costumam ser: visão turva ou dupla, fadiga, sensação de formigueiro, perda de força, falta de equilíbrio, espasmos musculares, dores crónicas, depressão, dificuldade cognitiva, problemas sexuais e incontinência urinária.

Há tratamento?

A doença não tem cura, mas pode ser controlada e o tratamento consiste principalmente em gerir as crises, controlar os sintomas e tentar deter a progressão da doença. O que envolve a toma de medicamentos que suprimem o sistema imunitário, reduzem a fadiga e relaxam os músculos, além de exercícios de alongamentos e de fortalecimento muscular.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório