Meteorologia

  • 21 MAIO 2019
Tempo
16º
MIN 15º MÁX 17º

Edição

Não consegue fazer 10 flexões? Atenção, pode estar em risco de vida

Uma nova pesquisa aponta que os homens que não conseguem fazer 10 flexões de uma só vez estão mais propensos a sofrer de doenças cardiovasculares e a sofrer um ataque cardíaco fulminante.

Não consegue fazer 10 flexões? Atenção, pode estar em risco de vida
Notícias ao Minuto

09:00 - 11/04/19 por Liliana Lopes Monteiro  

Lifestyle Tic-tac

Entretanto, os indivíduos que conseguem realizar 10 ou mais flexões apresentam uma menor probabilidade de virem a ser afetados pela patologia potencialmente fatal.

Um estudo realizado pela Universidade de Harvard apurou que os níveis de fitness estão intrinsecamente ligados à saúde cardiovascular.

Os investigadores norte-americanos examinaram os registos médicos de mil bombeiros.

Tento analisado dados entre o ano de 2000 e 2007, e destacando quaisquer incidentes cardíacos na década seguinte.

Os cientistas registaram ainda quantas flexões os voluntários conseguiam realizar de uma assentada.

A idade média destes homens era de 39,6 anos.

Adicionalmente, o índice de massa corporal dos voluntários rondava os 28,7 – o que abrange a categoria de excesso de peso.

Ainda assim, os homens que tinham um estilo de vida mais ativo demonstraram ter uma menor chance de desenvolver doenças cardíacas.

Durante a experiência, 37 participantes acabaram por experienciar incidentes cardiovasculares.

E os cientistas notaram que todos esses indivíduos em particular haviam reportado não conseguir realizar 10 flexões de uma só vez.

Os cientistas constataram ainda que aqueles que conseguiam fazer entre 11 a 20 flexões apresentavam uma probabilidade 64% menor de desenvolver problemas cardíacos.

Os autores disseram em declarações ao periódico JAMA Network Open: “Participantes que conseguem realizar 11 ou mais flexões apresentam um risco significativamente reduzido de sofrerem de subsequentes eventos cardiovasculares potencialmente fatais”.

Num futuro próximo, os investigadores pretendem testar a mesma teoria em mulheres e em pessoas fundamentalmente sedentárias.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório