Meteorologia

  • 21 MAIO 2019
Tempo
16º
MIN 15º MÁX 17º

Edição

Sim, os gatos reconhecem o próprio nome... mas preferem ignorar-nos

Desinteressados, enfastiados, autónomos e indiferentes, boa parte do charme e da qualidade dos felinos está mesmo no seu espírito blasé. E sim, aquilo que provavelmente já suspeitava é um facto: o seu gato ouve-o, entenda o seu próprio nome e simplesmente ignora-o – garante um novo estudo.

Sim, os gatos reconhecem o próprio nome... mas preferem ignorar-nos
Notícias ao Minuto

09:00 - 09/04/19 por Liliana Lopes Monteiro  

Lifestyle Felinos

Se por um lado, os cães respondem ‘alegremente’ ao seu próprio nome e tal é visto como um sinal de inteligência, por ou lado os gatos nem sempre nos ‘dão ouvidos’.

Porém, um nova pesquisa sugere que tal indiferença ao próprio nome nada tem a ver com a inteligência do animal – este só está mesmo solenemente a desprezar o humano com quem vive.

O estudo realizado pela Universidade de Tóquio, no Japão, recorreu a uma metodologia diferenciada, justamente por conta do espírito blasé dos felinos.

Enquanto noutros estudos realizados anteriormente a respeito da reação de outros animais perante a voz humana, o resultado é evidente e de fácil reconhecimento, no caso dos gatos foi necessário utilizar um alto falante que emitia palavras aleatórias e, entre elas, o nome dos animais. E a partir daí analisar reações tão discretas quanto uma contração de orelha ou um leve movimento de cabeça. Poucos foram os animais que reagiram de forma mais expressiva, movendo a cauda ou mesmo miando.

O resultado, todavia, mostrou que a nível neurológico os gatos reagem sim ao seu nome em todos os cenários – tanto à voz do dono quanto à de humanos desconhecidos. Os animais reagiam até mesmo ao nome de outros gatos com quem conviviam, comprovando que os bichos compreendem o que dizemos mais do que pensamos. Se não reagem, portanto, é só por não deverem qualquer satisfação ao seu humano de estimação.

Atsuko Saito, cientista comportamental e líder do estudo, disse em declarações à publicação Scientific American: “Os felinos aprendem a reconhecer o seu próprio nome pelas vantagens que tal acarreta – acredito que os gatos associem os seus nomes a recompensas e castigos”.

“Os gatos são tão ou mais eficientes do que os cães a aprenderem”, acrescenta.

“Não estão é tão disponíveis a revelar aos seus donos a sua disponibilidade e isso advém da sua natureza selvagem e solitária, basicamente pode dizer-se que os gatos não gostam de prestar contas a ninguém”, remata Saito.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório