Meteorologia

  • 25 MAIO 2019
Tempo
16º
MIN 15º MÁX 17º

Edição

Comer "um ovo por dia aumenta risco de ataque cardíaco e morte"

Ingerir “um ovo por dia aumenta o risco de ataque cardíaco e de morte prematura”, alerta um novo e extensivo estudo.

Comer "um ovo por dia aumenta risco de ataque cardíaco e morte"
Notícias ao Minuto

09:00 - 18/03/19 por Liliana Lopes Monteiro  

Lifestyle Herói ou vilão?

A polémica continua. Será o ovo amigo ou vilão? Até ao momento, a maioria dos cientistas e profissionais de saúde têm defendido que é seguro comer a quantidade de ovos que quiser como parte de uma dieta equilibrada.

Todavia, um novo estudo sugere que consumir um ovo por dia eleva perigosamente o risco dos indivíduos falecerem devido a ataques cardíacos fulminantes em 12% e de sofrerem uma morte prematura até 16%.

Moderação

Os investigadores salientam que os níveis altos de colesterol presentes na gema são os grandes culpados – que por sua vez aumentam o risco de incidência de problemas cardíacos graves.

Uma equipa de cientistas da reputada Universidade de Northwestern, na cidade de Chicago, nos Estados Unidos, monitorizou aproximadamente 30 mil adultos durante mais de 30 anos.

A professora e líder do estudo Norrina Allen, disse em comunicado: “Coma ovos com extrema moderação”.

“O nosso estudo revela que se duas pessoas seguem exatamente a mesma dieta e que a única diferença consiste nos ovos que consomem, que é possível medir o efeito dessa ingestão de ovos relativamente à ocorrência de doenças cardiovasculares”.

Herói ou vilão?

O estudo publicado no periódico JAMA, alerta que a gema do ovo é extremamente rica em colesterol. Contrariamente ao que pesquisas anteriores apontaram que consumir um ovo por dia reduz o risco de enfarte em 26%.

Apesar do ovo ser um alimento imensamente rico em colesterol, os especialistas sugerem que outros componentes são benéficos para a saúde do coração.

E ainda, que níveis elevados de proteína ajudam a promover a saciedade e a controlar o apetite.

O professor de nutrição catedrático Tom Sanders, na Universidade King’s College, em Londres, no Reino Unido, refere que a população europeia não deve ficar alertada com a quantidade de ovos que consome.

O professor estima que em média os adultos consumam cerca de três ovos por semana: “O colesterol dietético tem um efeito reduzido nas concentrações de colesterol presentes no sangue”.

“Para mim a única mensagem a retirar do estudo norte-americano, é que a população daquele país consome demasiada carne e ovos, e alimentos fritos ricos em gorduras não saudáveis – o que está associado a uma pobre saúde cardíaca”.

“Consumir ovos em moderação – entre três a quatro por semana – não apresenta qualquer risco para a saúde”, conclui.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório