Meteorologia

  • 19 ABRIL 2019
Tempo
16º
MIN 15º MÁX 18º

Edição

Adolescentes que fumam canábis correm maior risco de depressão e suicídio

Um novo estudo britânico e canadiano garante que até 60 mil casos de depressão na idade adulta poderiam ser evitados se os adolescentes não fumassem marijuana.

Adolescentes que fumam canábis correm maior risco de depressão e suicídio
Notícias ao Minuto

13:00 - 14/02/19 por Liliana Lopes Monteiro  

Lifestyle Saúde mental

A canábis é por vezes caracterizada como sendo uma das drogas de uso recreativo mais seguras, mas uma pesquisa recente associa o uso da substância tanto ao risco de depressão como de suicídio.

Uma equipa de investigadores da Universidade de Oxford apurou que fumar a droga na adolescência aumenta a probabilidade de desenvolvimento de depressão major e até de tendências suicidas já na idade adulta.

Incrivelmente, tal significa segundo que apenas no Reino Unido 60 mil casos de depressão poderiam ser evitados se os adolescentes evitassem consumir marijuana.

Com base nos dados apurados, os investigadores pedem aos oficiais de saúde para que tornem o combate ao uso de canábis uma prioridade urgente.

“Trata-de uma grande preocupação e de um problema massivo de saúde pública mental”, disse o professor co-autor do estudo Andrea Cipriani.

“O número de indivíduos expostos à canábis, sobretudo numa idade tão vulnerável, é bastante elevado e acredito que a comunidade médica e oficiais de saúde devem implantar medidas e diretrizes o quanto antes”.

Para efeitos daquela pesquisa, os investigadores analisaram 11 estudos, que envolviam mais de 23 mil indivíduos – sendo esta até ao momento a maior meta-análise realizada neste campo.

Estimando-se que cerca de 7% dos casos de depressão na população adulta não ocorreriam se os adolescentes parassem de fumar canábis.

Estudos sugerem que existe uma associação entre a exposição a canabinóides, o ativo componente da canábis, e a manifestação de sintomas depressivos na vida adulta.

Os cientistas creem que a canábis seja capaz de alterar partes do cérebro dos adolescentes que ainda estão em desenvolvimento.

“O uso frequente de marijuana durante a adolescência está ainda associado a menor sucesso escolar, psicoses e declínio neurológico, a um maior risco de acidentes de viação, assim como ao desenvolvimento de problemas respiratórios”.

O estudo, realizado por investigadores das Universidades de McGill, no Canadá, e de Oxford, no Reino Unido, incluiu adolescentes que haviam fumado canábis pelo menos uma vez antes de completarem 18 anos.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório