Meteorologia

  • 23 OUTUBRO 2019
Tempo
15º
MIN 13º MÁX 19º

Edição

Pessoas depressivas têm níveis baixos de duas bactérias intestinais

Cientistas detetam a presença sistemática de índices reduzidos de duas variantes de um microbioma em indivíduos afetados por depressão, revela um novo estudo.

Pessoas depressivas têm níveis baixos de duas bactérias intestinais

As bactérias que vivem e proliferam no intestino humano foram associadas à incidência de depressão, como resultado de uma investigação extensiva acerca da ligação controversa entre micróbios e saúde mental.

Os cientistas detetaram que duas variedades de bactérias são constantemente encontradas em níveis mais diminutos nos indivíduos depressivos.

Após terem feito a descoberta analisando um grupo de mais de mil pacientes belgas, a equipa de investigadores confirmou os resultados conduzindo novamente a experiência num outro grupo de tamanho semelhante.

Os cientistas investigaram ainda substâncias produzidas pelos micróbios intestinais que por sua vez poderão ter a capacidade de interferir com a química do cérebro.

Apesar dos resultados requerem confirmação posterior, através da realização da mais experiências, a equipa refere que o seu trabalho deverá permitir que os cientistas analisem ao detalhe a ligação entre os micróbios do intestino e aquela doença mental.

“A noção de que metabolitos microbianos podem interagir com o nosso cérebro – e daí interferir no comportamento e sentimentos – é intrigante, mas a associação entre o microbioma intestinal e sua comunicação com o cérebro foi sobretudo explorada em animais, em detrimento de experiências e investigações em humanos”, disse o professor Jeroen Raes, o líder do estudo, cientista na universidade KU Leuven, na Bélgica.

Para efeitos daquela pesquisa os investigadores recolheram dados dos microbiomas encontrados em amostras fecais dos voluntários, combinando-as com o diagnóstico de depressão realizada por psiquiatras.

Os cientistas identificaram que existem sim bactérias que estão correlacionadas com a saúde mental, nomeadamente duas em particular - Coprococcus e Dialister – que revelaram ter níveis consistentemente baixos em indivíduos com depressão, independentemente se estavam ou não a tomar antidepressivos.

Os investigadores apuraram ainda a existência de semelhanças entre essas bactérias e outros estudos anteriores com voluntários que padeciam de doença de Chron, sugerindo que os micróbios que afetam a inflamação intestinal e o bem estar podem estar relacionados.

A investigação inovadora foi publicada no periódico científico Nature Microbiology.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório