Meteorologia

  • 18 FEVEREIRO 2019
Tempo
12º
MIN 12º MÁX 12º

Edição

Será o mirtilo o superalimento que cura todos os males? Descubra tudo

Sabia que o consumo regular de mirtilos pode ajudar na prevenção de doenças neurodegenerativas, como a doença de Alzheimer ou vários tipos de cancro? Quem nos conta é a nutricionista Filipa Teixeira Morgado.

Será o mirtilo o superalimento que cura todos os males? Descubra tudo
Notícias ao Minuto

08:20 - 22/01/19 por Liliana Lopes Monteiro  

Lifestyle Alimento do mês

Não, não é vermelho. Aliás o mirtilo distingue-se sobretudo pela sua forte tonalidade roxa, mas ainda assim é um dos 'frutos vermelhos' que maior destaque tem conquistado na nossa alimentação nos últimos tempos.

Além dos seus poderes antioxidantes e imunizantes contra várias doenças, o mirtilo é "um fruto com um teor calórico interessante do ponto de vista do controle de peso, tendo 57 kcal por 100g de alimento, rico em vitaminas C e K e beta – caroteno, um precursor da vitamina A", explica Filipa Teixeira Morgado.

E acrescenta a nutricionista: "Têm, como a maioria dos frutos vermelhos, um valor calórico pouco significativo, são ricos em diversas vitaminas, como já referido, ricos em compostos fenólicos (FUNÇÃO) e carotenoides (que têm uma função antioxidante)". 

O mirtilo é um arbusto baixo da família das Ericaceae, nativo da Europa e Ásia, onde abunda nos campos e nas cidades. É uma planta de inverno forte, com gelo e neve, que renasce na primavera e se enche de pequenos bagos azuis. O mirtilo também é conhecido como uva-do-monte ou arando.

A nutricionsita Filipa Teixeira Morgado enfatiza ainda que estes pequenos e poderosos frutos são ricos em antocianinas que, de acordo estudos recentes, demonstram ter benefícios na redução do risco de Doenças Cardiovasculares, recomendando-se, para este efeito, o consumo diário de 50 g a 100g de frutos vermelhos.

Por serem ricos em antioxidantes os mirtilos são:

Antimicrobianos e Anti – inflamatórios – podendo ajudar no alívio de sintomas relacionados com infeções do trato urinário, por exemplo, não sendo essa a sua principal função.;

Anticancerígenos e Anti – mutagénicos – existe já evidência científica relevante que demonstra o efeito anticancerígeno dos compostos fenólicos, em que os mirtilos são ricos, na prevenção de alguns tipos cancro;

Neuroprotetores – apresentam impacto na memória, aprendizagem e função cognitiva tendo efeitos em Doenças Neurodegenerativas, como por exemplo a Doença de Alzheimer.

Já sabe: inclua estes pequenos bagos na sua alimentação diária e proteja o seu organismo contra vários males. Sinta o poder do mirtilo! 

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório