Meteorologia

  • 19 JANEIRO 2019
Tempo
13º
MIN 13º MÁX 13º

Edição

Surpresa. Sexo no primeiro encontro pode ser bom para a relação

Um novo estudo sugere que fazer sexo no primeiro encontro pode dar um ‘empurrão’ e facilitar o início de uma relação amorosa.

Surpresa. Sexo no primeiro encontro pode ser bom para a relação
Notícias ao Minuto

13:00 - 11/01/19 por Liliana Lopes Monteiro  

Lifestyle Relações perigosas

Fazer sexo logo no primeiro encontro é sem dúvida alguma um assunto polémico, sendo uma atitude geralmente vista como negativa – prejudicando as hipóteses de qualquer possibilidade de estabelecer um relacionamento sério e duradouro entre dois indivíduos…

Todavia, e de acordo com um novo estudo, ser íntimo com alguém imediatamente numa fase inicial pode dar um ‘empurrão’ para o começo de um relacionamento, devido à intimidade e proximidade estabelecida entre os envolvidos.

Uma equipa de psicólogos israelitas, docentes no Centro Interdisciplinar de Herzliya e investigadores no departamento de Ciências Sociais na Universidade de Rochester, concluíram que o desejo sexual pode ser um fator determinante quando se trata da atração entre potenciais parceiros.

E que crucialmente, o desejo sexual também desempenha um papel fundamental no encorajamento da formação de ligações entre os indivíduos.

“O sexo pode ser o cenário ideal para se intensificarem e aprofundarem conexões emocionais entre estranhos”, disse a professora e líder da pesquisa Gurit Birnbaum.

“O sexo motiva os seres humanos para se conectarem”.

O estudo que incidiu sob indivíduos heterossessuais, apurou que tanto os homens como as mulheres se tentam conectar com possíveis parceiros quando estão sexualmente excitados.

Grupos de homens e mulheres foram colocados em quatro diferentes estudos interrelacionados, nos quais os seus comportamentos relativamente uns aos outros foram analisados pelos psicólogos.

Os cientistas concluíram que o desejo sexual incita “a criação de conexões emocionais” entre os indivíduos.

A professora Birnbaum disse: “O desejo sexual desempenha um papel causal no desenvolvimento de relações”.

“Trata-se do magnetismo que mantêm os parceiros juntos durante tempo suficiente para formarem um elo”.

Mas por que isto acontece?

De acordo, com os investigadores, ao nível do inconsciente tal fenómeno deve-se sobretudo à evolução humana – de modo a garantir a reprodução e sobrevivência da espécie.

“Ao longo da história da humanidade, o elo entre os pais mostrou aumentar significativamente as chances de sobrevivência das crianças”, explicou Birnbaum.

Pesquisas anteriores já haviam demonstrado que regiões semelhantes do cérebro são ativadas quando os indivíduos experienciam quer desejo sexual ou amor romântico.

Os investigadores creem que este padrão sugere a existência de uma via neurológica que faz com a ativação sexual afete a ligação emocional.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório