Meteorologia

  • 23 ABRIL 2019
Tempo
10º
MIN 9º MÁX 12º

Edição

Os portugueses vão ser desafiados a respirar por uma palhinha

O desafio traduz-se numa ação de sensibilização que tem como objetivo perceber as dificuldades por que passa um doente com Doença Pulmonar Obstrutiva Crónica

Os portugueses vão ser desafiados a respirar por uma palhinha
Notícias ao Minuto

15:45 - 19/11/18 por Notícias ao Minuto 

Lifestyle DPOC

Tape o nariz e respire apenas pela boca, mas só através de um pequeno orifício - o de uma palhinha. Não é fácil, mas é exatamente esta a proposta da Respira, Fundação Portuguesa do Pulmão.

Em parceria com o Grupo de Estudos de Doenças Respiratórias da Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar, a Respira quer provar que “a falta de ar é uma situação assustadora” e pode ser um desafio de cortar a respiração, para quem sofre de Doença Pulmonar Obstrutiva Crónica (DPOC) ou outras doenças crónicas associadas à respiração.

E porque esta quarta-feira, 21 de novembro, é  Dia Mundial da DPOC, as associações que trabalham com quem sofre de tal condição querem que todos os portugueses sintam na pele, e não por palavras, a dificuldade que é viver com esta dificuldade.

Quem aderir ao desafio vai certamente ficar com falta de ar, mãos suadas, frequência cardíaca acelerada e outros sintomas a que, ao contrário do que acontece com os 800 mil portugueses que sofrem de DPOC, podem facilmente acabar com o sofrimento ao largar a palhinha e voltar a respirar normalmente. Ainda assim, o desafio é que mantenha a respiração limitada pelo máximo de tempo que conseguir e que registe o momento em foto ou video para posteriormente o partilhar nas redes sociais com a hastag #cortararespiração

Assim, espera-se alertar para um problema que não é reconhecido, por vezes por parte dos próprios que sofrem da condição e a quem os sintomas são mal diagnosticados que normalmente, a par da grande dificuldade em respirar, passa por tosse e cansaço frequente, sintomas estes que muitas vezes se associam ao tabaco, mas que pode também advir de outros casos. Para despistar qualquer caso da doença, há por isso que expor os possíveis doentes a espirometrias, exame que o confirma, disponível em vários hospitais, ainda que de difícil acesso.

A prevenção através da negação do tabaco e prática de exercício físico que contrarie o sedentarismo são, por isso, essenciais.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório