Meteorologia

  • 16 NOVEMBRO 2018
Tempo
12º
MIN 12º MÁX 13º

Edição

Diferentes mamãs, diferentes barrigas. Porquê?

Desde a forma ao tamanho, que difere muito de mulher para mulher mesmo que estejam no mesmo mês de gestação, há aspetos que explicam as notórias diferenças.

Diferentes mamãs, diferentes barrigas. Porquê?
Notícias ao Minuto

09:30 - 31/10/18 por Mariana Botelho 

Lifestyle Corpo Humano

É entre as 12 e as 16 semanas de gestação que a barriga de grávida começa a surgir, uma demora que se deve ao momento em que o útero começa efetivamente a crescer e a preparar-se a nível de vasos sanguíneos para poder nutrir o feto.

Mas este desenvolvimento não é um processo rigoroso e que aconteça sempre da mesma forma. Pelo contrário, é bastante variável, Mesmo que não se possa apontar um standard, refere Angela Garbes, escritora que foca as suas publicações na saúde feminina, é possível apontar-se alguns aspetos que possam justificar o porquê de uma ou outra forma. Contudo, a especialista ressalva que estes são apenas casos bastante comuns e nunca a regra. Olhar para uma barriga de grávida e prever se irá nascer um menino ou se serão gémeos é algo completamente aleatório.

Ser mãe pela primeira vez: Como os abdominais e próprio útero nunca sofreram a (grande) elasticidade a que obriga toda a gravidez, é normal que apenas se comece a notar o crescimento da barriga mais tarde do que outra mulher que esteja no mesmo mês de gestação mas esteja a passar pela gravidez uma segunda ou terceira vez. Além disso, é normal que quem é mãe pela primeira vez apresente uma barriga menos descaída que outras mães.

Estar grávida de gémeos: Por se estar a gerar dois bebés em vez de apenas um no ventre, é normal que a barriga seja maior, embora esta não seja a regra. Além disso, mães de gémeos tendem a ter a barriga maior para os lados e não tanto para a frente.

Sofrer de obesidade: Além de possíveis complicações durante a gravidez, a barriga de uma mãe que sofra de obesidade tende a surgir apenas no segundo ou mesmo terceiro trimestre

Ter um útero inclinado: Mesmo que o útero aumente (muito) de forma durante toda a gravidez, a sua posição inicial irá influenciar a posição do mesmo, que se tornará mais evidente a partir do segundo trimestre.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório