Meteorologia

  • 24 OUTUBRO 2018
Tempo
16º
MIN 16º MÁX 17º

Edição

Sete possíveis sintomas de diabetes tipo 1 (não os ignore)

Por não se dever ao estilo de vida, pode ser confundida com outros problemas ou até ignorada.

Sete possíveis sintomas de diabetes tipo 1 (não os ignore)
Notícias ao Minuto

19:30 - 27/09/18 por Mariana Botelho 

Lifestyle Diabetes tipo 1

A diabetes tipo 2 é uma das mais comuns nos dias de hoje, já que surge como consequência de uma má alimentação e estilo de vida sedentário – aspetos comuns aos dias de hoje. É, por isso, uma doença (não só, mas principalmente) relacionada com o excesso de peso e estilo de vida pouco saudável.

Por outro lado, a diabetes tipo 1 deve-se a um problema imunológico que dificulta a produção de insulina no pâncreas, que é a hormona responsável pelo aporte de glicose nas células, ou seja, a energia necessária ao bom funcionamento celular.

Pode se dever a questões genéticas, ambientais ou bacterianas, e em qualquer um dos casos obriga a injeções diárias de insulina sem as quais corre risco de vida. É nos casos de o problema advir de questões ambientais ou bacterianas que se coloca a questão de como saber se se é diabético, uma dúvida que merece ser esclarecida o mais atempadamente para que o tratamento seja iniciado logo que possível.

Comecemos pelos sintomas, que não são desde logo associados ao problema: perda de peso repentina, idas constantes à casa de banho ou sede constante são os mais comuns que se justificam pela falta de produção de insulina.

Sem insulina que garanta energia às células, as mesmas não conseguem garantir o normal funcionamento dos órgãos e emitem sinais de stress que aumenta os níveis de açúcar no sangue que obrigam à toma de insulina de forma não natural (através de injeção).

Perceba-se cada um dos sintomas para que, caso os sinta, fale de imediato com o seu médico:

Constante vontade de urinar: é pela acumulação de açúcar no sangue que os rins mais se ressentem e ficam sobrecarregados muito mais rapidamente. Quando não é tratado, este sintoma pode levar a problemas de desidratação extrema ou danos nos rins.

Sede constante: Pode-se afirmar que este é um sintoma de um sintoma já que é pela grande frequência com que se urina que o corpo perde mais água e obriga ao seu constante consumo para repor os níveis saudáveis.

Perda de peso inexplicada: Porque não há insulina que dê energia às células, as mesmas procuram outras fontes, nomeadamente na massa gorda o que leva a que se perca peso, mesmo que continue a comer o mesmo de sempre.

Fadiga: É um sintoma bastante ignorado, visto apenas como falta de sono, contudo, este é um sintoma que pode advir da desidratação e/ou perda de peso

Cheiro frutado: Pela elevada concentração de açúcar no sangue bem como na urina, é comum entre diabéticos que se não só a urina como o hálito ganhem um cheiro caraterístico que se associa a algo frutado ou vinho. O odor deve-se na verdade a corpos cetónicos, que o corpo produz como energia alternativa.

Dores de estômago: Os corpos cetónicos referidos no sintoma anteriormente descrito são a causa das dores que os diabéticos de tipo 1 mais sentem no estômago.

Visão turva: Altos níveis de açúcar no sangue pode ainda resultar em má visão. Com o controlo da doença, também a visão é recuperada.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório