Meteorologia

  • 24 JUNHO 2018
Tempo
18º
MIN 18º MÁX 19º

Edição

É isto que lhe acontece quando ganha uma rotina de treino

Só ‘custa’ entrar no ritmo, depois, é somar as vantagens que resultam da prática.

É isto que lhe acontece quando ganha uma rotina de treino
Notícias ao Minuto

22:00 - 14/06/18 por Mariana Botelho

Lifestyle Prática de treino

Possivelmente conhece alguém que se levanta religiosamente às seis da manhã para correr antes do treino ou que não falta a um ginásio nem por nada. São estes amigos que lhe garantem que, assim que entrar no ritmo, se vai sentir muito melhor.

A ideia é verdadeira e sustentada por vários argumentos que se assemelham por serem todos vantagens para o seu corpo. A lista que se segue tanto serve para os que precisam de incentivo para começar a treinar como para os que já treinam, mas por obrigação, e por isso carecem de um exercício mental antes de cada treino.

Antes de mais, prepare-se para a dor muscular de início tardio. Como falamos aqui, a dor que sente após um treino intenso ou que se segue a um longo período sem treino deve-se à reconstituição das fibras musculares que se quebram com o esforço físico. Ao treinar com frequência, o corpo vai se habituar ao esforço e esta dor deixa de ser sentida – a par do aspeto físico, é dos pontos que provam que o seu treino já está a ter resultados.

Para perder peso ou ganhar tonificação nos braços, pernas ou zona abdominal, importa que o corpo produza mitocôndrias, parte da célula responsável por converter hidratos de carbono, gordura e proteína em energia que os músculos carecem para cada exercício. Ora, explica o Business Insider que após seis a oito semanas de treino, o corpo aumenta em 50% a sua capacidade de produção de mitocôndrias, ou seja, quanto mais treina, maior a capacidade de ‘queimar’ a gordura no treino. Neste período, a sua resistência irá também melhorar sendo por isso importante garantir que se desafia constantemente, adaptando os treinos ao seu estado físico.

Embora se note algumas melhorias mais cedo, é após os seis meses que o corpo está ‘oficialmente’ no ritmo, sendo que após este primeiro semestre é menos provável que desista do treino. Passado um ano, a densidade óssea melhora, diminuindo assim o risco de osteoporose (está argumentado porque é que o exercício físico é indicado a qualquer idade). Neste sentido, não só o corpo como a carteira irão agradecer, um recente estudo concluiu que quem treina cinco vezes por semana, num período mínimo de meia hora, de caminhada por exemplo, poupa em média mais de 2000€ por ano em medicação.

Vantagens mais comuns, mas que vale sempre a pena relembrar, é a diminuição de risco de várias doenças como diabetes tipo 2, demência, obesidade ou mesmo cancro.

É claro que todas estas vantagens dependem também da vida que leva fora do horário de treino, bem como da intensidade e frequência de treino que não precisa de ser diária – pelo contrário, a recuperação muscular é tão importante quanto o treino. Como mínimo, aponte-se entre duas a duas horas e meia de treino moderado por semana ou um mínimo de uma hora e um quarto de treino intenso a cada semana.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório

Os cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador.

Ao utilizar o nosso website, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.