Meteorologia

  • 17 NOVEMBRO 2018
Tempo
14º
MIN 13º MÁX 14º

Edição

É mais do que uma tendência. Porque se deve aderir à moda sustentável?

São várias as marcas a optar por coleções amigas do ambiente. Enquanto clientes, devemos fazer a nossa parte e optar por estas peças.

É mais do que uma tendência. Porque se deve aderir à moda sustentável?
Notícias ao Minuto

14:00 - 12/06/18 por Mariana Botelho 

Lifestyle Sustentabilidade

Normalmente mais caras do que as restantes coleções apresentadas na fast fashion, o investimento em peças de produção sustentável vale a pena tanto pela durabilidade e qualidade da peça como pela necessidade de se aderir a este consumo que se quer mais consciente e menos poluente.

A produção de peças de roupa e outros produtos de moda é o segundo negócio mais poluente, a seguir ao do óleo. A emissão de gases tóxicos para a camada do ozono, consequência da produção textil, é o aspeto mais grave associado a este problema. O facto de a moda ser (muito) efémera e durar apenas os seis meses de cada estação, obriga a uma constante e exagerada produção que algumas marcas têm apresentado vontade em contrariar.

Embora o contraste não seja drástico e a mudança a 100%, marcas como a Zara, H&M, C&A ou Adidas contam com linhas ou coleções pontuais de produção sustentável, uma postura que se conjuga com medidas de sensibilização como os contentores de recolha de roupa presentes nas lojas da sueca H&M, que incentiva os seus clientes a optar por este fim para a sua roupa já não usada com vales de desconto em loja.

E se muitos vêm esta crescente preocupação numa produção sustentável como uma simples tendência passageira que faz por ir ao encontro dos interesses dos Millenials, a Glamour UK esclarece que o problema não só é de extrema urgência como tende a manter-se por um longo futuro da indústria da moda.

Uma simples análise à etiqueta permite confirmar se a peça foi feita com materiais sustentáveis. Quando à produção, se a marca estiver a apostar num meio de produção mais ecológico, garantidamente vai assinalá-lo no espaço ou própria peça. Com o crescente boom de marcas portuguesas de produção local, não será difícil encontrar o pretendido em negócios mais pequenos que, pela baixa produção, contam normalmente com técnicas amigas do ambiente.

Por fim, doar roupa a conhecidos, instituições ou lojas de segunda mão é uma forma de dar uma segunda vida à roupa que já não usa ao mesmo tempo que adere ao fecho de um ciclo de moda, que se pretende que seja contínuo e não que ‘morra’ após uma temporada de utilização.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório