Meteorologia

  • 25 FEVEREIRO 2020
Tempo
15º
MIN 10º MÁX 17º

Edição

A 'Selva' de Manzarra, Galvão e Rita Silva: "Lugar de todos os animais"

Este projeto não vai deixar ninguém indiferente.

A 'Selva' de Manzarra, Galvão e Rita Silva: "Lugar de todos os animais"
>‘SSelva’, "o lugar de todos os animais", é, como o nome indica, um projeto dedicado aos bichos e que resulta de uma colaboração entre Ana Galvão, João Manzarra e Rita Silva. 

A ideia partiu de Ana Galvão, uma das responsáveis pelo programa ‘Animais Anónimos’, da RTP. 'Selva', aliás, surgiu na sequência do projeto que tem na estação pública.

"Não existia nenhum site que contasse as histórias que contamos nos ‘Animais Anónimos’. Lembrei-me que o João [Manzarra] é super amante dos animais ao ponto de mudar radicalmente a sua vida e isso nem todas as pessoas fazem. Encontrámo-nos e decidimos que isto poderia ser uma plataforma que aglomerasse outras pessoas. Chegámos à conclusão de que precisávamos de alguém que se dedicasse em pleno ao projeto e convidámos a Rita Silva, que está ligada a associações de toda a vida e é a melhor conhecedora da legislação no que toca aos animais", explicou a locutora em exclusivo ao Fama ao Minuto.

Mas afinal o que é a 'Selva'?

"Uma plataforma que irá amalgamar todo o tipo de informação sobre animais, que visa informar com bons exemplos sobre o que é ter animais e como a nossa vida pode ser muito mais rica se os tratarmos como é devido. O projeto é um site com toda a parte de tirar dúvidas práticas sobre conviver com animais, o que fazer quando se encontra com um animal. Vamos ter pessoas que gostam de animais que também vão escrever connosco", adiantou Ana Galvão.

A animadora de rádio é uma apaixonada e defensora dos animais, paixão essa que vem da infância, tendo sempre convivido com os melhores amigos do homem.

"Eu sempre convivi com cães. Nasci em Madrid e vivi lá até parte da minha adolescência, mas vínhamos sempre de férias porque os meus avós são portugueses. Na fronteira, muitas vezes, faziam-nos abrir as malas, então nós íamos com dois cães pequeninos no meio das pernas, escondidos de baixo da manta, porque nos podiam levantar problemas. Íamos três irmãos, os cães debaixo das pernas, os meus pais à frente do carro, as malas, e lá íamos nós", recordou.

Para a figura pública, no que toca à defesa dos animais, "ainda estamos super atrasados em Portugal em relação a outros países".

"Nós os três somos pessoas contra as touradas e não só. Acho que, nesses aspetos, ainda temos muito caminho para percorrer. Mas algumas coisas já se têm feito. Há pouco tempo na constituição o animal era uma coisa, não tinha nenhuma legislação que o defendesse e neste momento o animal já é visto como um ser que tem os seus direitos. Por exemplo, a Câmara de Lisboa tem agora uma provedora do animal, um caso único na Europa. Já existem leis de proteção aos animais, têm é de se pôr em prática", acrescentou.

João Manzarra, que também esteve à conversa com o Fama ao Minuto, salientou que ambos querem que este projeto "tenha uma mensagem positiva".

Neste momento, o apresentador de televisão dá o seu contributo ao site como colaborador ativo "semanal ou mensal, com alguns textos, crónicas, ou com conteúdos que eu acho interessantes para partilhar nesta selva".

Manzarra conhecia Ana Galvão, mas nunca tinham privado. O convite da locutora foi feito através do Facebook com uma "mensagem que o deixou sensibilizado".

"Sempre gostei muito de animais, sempre achei que eles tinham um lugar no planeta como temos todos nós e que esse lugar deverá ser respeitado", confessou Manzarra, que recentemente deixou de comer alimentos de origem animal.

O apresentador, que não considera que "os humanos sejam mais que os animais, biologicamente falando", frisou ainda que o sucesso deste site "vai ditar a ajuda que possamos dar, ou não, a algumas associações", sendo que a única fonte de rendimento é a estrutura, como por exemplo a parte técnica dos vídeos.

Já Rita Silva, a coordenadora do projeto, admitiu que a popularidade de Manzarra e Galvão irá ajudar a incentivar as pessoas a verem este projeto e a "conhecer aquilo que ambos querem que os cidadãos conheçam".

As redes sociais são um ponto essencial para passar a palavra e, segundo Rita, "através delas podem chegar a pessoas a que jamais chegariam de outra forma".

Em termos legislativos, Rita Silva disse que ainda "há um trabalho importantíssimo a fazer". No entanto, também existe "o nosso lado que é o da sensibilização".

"A ideia é nós normalizarmos esta causa para não ser aquela ideia de que é só para maluquinhos dos animaizinhos ou para pessoas alternativas. Não! É uma causa de todos nós e que pode ser de todos nós. Que nós queremos tornar algo normal", explicou Rita Silva.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as notícias dos famosos, realeza, moda e as mulheres mais elegantes.

O mundo das celebridades com fotos, vídeos e noticias de atores, atrizes e famosos.

Obrigado por ter ativado as notificações de Fama ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório