Meteorologia

  • 28 FEVEREIRO 2020
Tempo
20º
MIN 8º MÁX 20º

Edição

"De zero a dez o meu descaramento é total"

Filha do médico psicanalista e psiquiatra Carlos Amaral Dias e da sua primeira mulher, Teresa Maria de Castro Nunes Vicente, Joana Amaral Dias é licenciada em Psicologia pela Universidade de Coimbra, onde obteve o grau de mestre em psicologia clínica do desenvolvimento. É assistente no Instituto Superior de Psicologia Aplicada, em Lisboa, e antiga partidária e militante do Bloco de Esquerda, foi deputada à Assembleia da República, entre 2002 e 2005.

"De zero a dez  o meu descaramento é total"

O humorista Nilton faz hoje o seu inquérito, publicado no Diário de Notícias, a Joana Amaral Dias, mestre em psicologia clínica do desenvolvimento, atual assistente no Instituto Superior de Psicologia Aplicada, em Lisboa, e antiga partidária e militante do Bloco de Esquerda, tendo passado como deputada pela Assembleia da República, entre 2002 e 2005.

O que é que te irrita nos inquéritos de verão e saltamos já essa parte?

As perguntas.

Ui, então não vai melhorar. O que é que nunca te perguntaram num inquérito de verão e começamos por aí?

A pergunta anterior.

No livro de Italo Calvino, o sr. Palomar olhava um seio nu na praia com imparcial objetividade. E tu, de zero a dez, qual é o teu descaramento?

O sr. Palomar era radiologista?

Não creio. Toda a gente pergunta que livro levarias para as férias, eu pergunto que livro escreverias nas férias?

Livro de obra.

Com tantas más notícias sobre aviões, quero saber: ficas cá ou és corajosa?

Ficar em Portugal é que é corajoso.

Concordo. Um papparazo fotografa--te nua numa praia, preferes aparecer na capa de frente ou de costas?

Numa capa prefiro sempre ter o meu perfil.

Passa um homem bonito na praia, olhas descaradamente ou vais buscar os óculos de sol para poder ver sem virar o pescoço?

Vou a correr atrás dele, arranco os cabelos, grito de histeria, lambo a areia que pisa, guardo o seixo que calca num relicário, peço-lhe um autógrafo, uma fotografia, beijo-lhe os pés e ofereço-lhe um rim. Depois ponho os óculos escuros para disfarçar.

Mário Henrique Leiria escreveu: uma nêspera estava sentada na cama, deitada. Muito calada a ver o que acontecia. Chegou a Velha e disse: olha uma nêspera! E zás, comeu-a. A nêspera teve o que merecia?

A velha é que não.

Vais a uma praia mas está cheia de concorrentes da Casa dos Segredos, mudas de praia ou ficas para ver se estão domesticados?

Não frequento a Comporta.

De zero a dez, quanto é que encolhes a barriga na praia?

De zero a dez, o meu descaramento é total.

Bola-de-berlim, com creme e que se lixe a ASAE ou com creme e que se lixe a linha?

Não como bolas-de-berlim. Fazem-me lembrar a Merkel. Credo.

A família do chapéu-de-sol ao lado do teu não se cala com as histórias da novela da noite. Ficas a ouvir ou tapas os ouvidos?

Não frequento a Comporta.

Atendes o telefone na praia e toda a gente fica a saber da tua vida ou consegues falar num tom normal?

Não levo telefone para a praia. Só o computador, a máquina fotográfica, a consola, o iPod e a ventoinha.

Levas revistas cor-de-rosa para a praia ou escolhes outra cor?

Cor-de-rosa só a pantera, o mapa e o novo equipamento do FCP.

Vamos a contas, de zero a BES quanto costumas exagerar nos gastos das férias?

Continuo a viajar de autocaravana pela Europa. A minha extravagância é volta e meia passar a noite num parque de campismo.

Estas férias preferias confiar as tuas poupanças a um bancário ou a um banqueiro?

Confiar poupanças é como fia-te na virgem.

O teu dinheiro está melhor offshore ou onshore?

Qual dinheiro? Aquele que eu, tu e quem nos está a ler enfiámos agora no "banco bom"?

És barrada à porta da discoteca. Chamas o gerente ou soltas o clássico: você sabe quem eu sou?

Agradeço-lhe e levo a criança para casa.

És das que querem estacionar o carro dentro da praia ou aceitas bem o facto de teres chegado tarde e teres de estacionar lá atrás como os outros.

Ir de carro para a praia é como a ir para o ginásio de automóvel, para a natação de jato privado ou para o parque de paquete.

Porque é que o Bloco se partiu, foi da qualidade do cimento?

Foi da qualidade do ciumento.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as notícias dos famosos, realeza, moda e as mulheres mais elegantes.

O mundo das celebridades com fotos, vídeos e noticias de atores, atrizes e famosos.

Obrigado por ter ativado as notificações de Fama ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório