Meteorologia

  • 20 MAIO 2024
Tempo
15º
MIN 13º MÁX 20º

Pedro Teixeira relata o que aconteceu na Assembleia Geral do FC Porto

"Senti medo e vergonha do que se passou. É um dia impossível de esquecer", sublinhou o ator.

Pedro Teixeira relata o que aconteceu na Assembleia Geral do FC Porto
Notícias ao Minuto

10:32 - 14/11/23 por Notícias ao Minuto

Fama Pedro Teixeira

Pedro Teixeira foi apenas um dos milhares de sócios do FC Porto que na noite de ontem, 13 de novembro, se depararam com a suspensão da Assembleia Geral do clube devido a agressões que aconteceram no interior da Dragão Arena, onde decorria a reunião magna.

O ator fez, ao início da manhã de hoje, uma partilha onde relatou tudo o que aconteceu, começando por dizer que, infelizmente, tudo não passou de "um pesadelo". "Hoje acordei, olhei para o pulso e percebi que não tinha sido só um pesadelo", fez notar.

Pedro, de seguida, acrescentou: "A Assembleia Geral do FC Porto aconteceu mesmo e não podia ter corrido pior. Podíamos falar da falta de organização, podíamos e devíamos ter discutido os pontos que estavam a ser votados com vista à alteração dos estatutos. Podíamos ter estado em paz a votar numa das maiores assembleias de sempre do clube, onde os sócios compareceram de uma forma estrondosa.. e que bonito que estava a ser. Ver milhares de sócios à espera para exercer o seu direito ao voto, para participar e ter uma voz ativa. Estávamos felizes enquanto esperávamos naquela fila interminável, olhávamos uns para os outros com orgulho no que estava ali a acontecer".

Foi então que Pedro Teixeira chegou à "pior parte". "Começaram a surgir os primeiros relatos vindos da primeira sala, do auditório. Mais tarde, a notícia de que a assembleia ia ser suspensa por 45 minutos e que ia ser dada a oportunidade a todo este mar imenso de sócios de estar presente e poder participar, num recinto que nos acolheria a todos. O que assistimos depois foi um descalabro, bastava um simples manifesto para que se fosse destratado com insultos. Foi uma vergonha, sócios agredidos na bancada, homens e mulheres de todas as idades. Isto tudo perante uma direção e uma mesa da assembleia geral impávida e serena enquanto sócios do clube eram varridos das bancadas. A única coisa que interessava era prosseguir com a ordem de trabalhos. Não houve uma palavra, os braços e as pernas continuavam cruzados enquanto tudo acontecia mesmo ali à frente de todos", criticou o ator, que não ficou por aqui.

Pedro Teixeira registou "pouca segurança", a ausência de agentes da PSP e ainda "pancadaria e intimidação". "Isto está errado! Uma situação destas jamais poderia ter acontecido num país livre e democrático. Senti medo e vergonha do que se passou. É um dia impossível de esquecer", sublinhou o ator, indignado com o sucedido.

Ainda assim, o artista concluiu o texto com esperança: "Dia 20 há nova Assembleia Geral, e será bonito e extremamente importante que estivéssemos lá todos novamente e num clima muito mais sereno e seguro, pois será inaceitável e incompreensível que depois do que se passou ontem a PSP e o Ministério Público não tomem medidas e protejam a ordem pública e a segurança de todos. Viva o Porto!".

Leia Também: A troca de mensagens de Pedro Teixeira com líder dos 'Super Dragões'

Recomendados para si

;

Receba as notícias dos famosos, realeza, moda e as mulheres mais elegantes.

O mundo das celebridades com fotos, vídeos e noticias de atores, atrizes e famosos.

Obrigado por ter ativado as notificações de Fama ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório