Meteorologia

  • 18 JANEIRO 2021
Tempo
MIN 5º MÁX 14º

Edição

"Foi a primeira vez que chorei a ver uma entrevista minha"

Inês Herédia destaca conversa com Rita Ferro Rodrigues.

"Foi a primeira vez que chorei a ver uma entrevista minha"

Depois de ter sido partilhada a entrevista dada ao 'Elefante de Papel' com Rita Ferro Rodrigues, Inês Herédia confessou aos fãs que "chorou" quando viu o resultado final da mesma. 

"Olhem. Estou aqui a ler tudo o que me estão a escrever e a tentar responder a toda a gente, mas não estou ainda capaz. Queria só deixar aqui escrito que a Rita Ferro Rodrigues é das melhores entrevistadoras que já tivemos neste país", começou por destacar, na sua página de Instagram

"Não pela preparação minuciosa que faz; não pela pergunta certa que chuta a seguir; mas sim pelo ego que deixa de fora. É muito, muito, muito raro encontrar isto. E eu surpreendo-me sempre em todas as entrevistas que faz mas com esta foi diferente. Foi a primeira vez que chorei a ver uma entrevista minha", destacou de seguida. "Obrigada Rita por me teres feito um raio-x, à mulher e à actriz", acrescentou. 

Ver esta publicação no Instagram

Uma publicação partilhada por Inês Herédia (@inesheredia)

Uma conversa emotiva onde a atriz fala sobre a família, os filhos, a sexualidade, a pandemia e os comentários menos bons feitos nas redes sociais, a representação, entre muitos os temas. 

Ver esta publicação no Instagram

Uma publicação partilhada por ritaferrorodrigues (@ritaferrorodrigues)

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as notícias dos famosos, realeza, moda e as mulheres mais elegantes.

O mundo das celebridades com fotos, vídeos e noticias de atores, atrizes e famosos.

Obrigado por ter ativado as notificações de Fama ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório