Meteorologia

  • 29 OUTUBRO 2020
Tempo
13º
MIN 12º MÁX 19º

Edição

'Pipoca' critica reportagem da SIC: "Altamente julgadora e imparcial"

Uma reportagem da qual Ana Garcia Martins fez parte.

'Pipoca' critica reportagem da SIC: "Altamente julgadora e imparcial"

Ana Garcia Martins viveu esta quinta-feira um dia importante. 'A Pipoca Mais Doce' recebeu pela quarta vez o prémio da revista Executiva, que reconhece as mulheres mais influentes do país. Uma ocasião que a levou a pela primeira vez manifestar o seu desagrado perante uma reportagem da SIC que deu destaque ao seu trabalho e ao de outras digital influencers portuguesas. 

"Há umas semanas, a SIC passou uma reportagem sobre influencers na qual eu aceitei participar, tal como a Fernanda Velez ou a Mariana Seara Cardoso. Venderam-me uma coisa, acabou por ser outra (altamente julgadora e imparcial), mas vivendo e aprendendo", começa por referir Ana Garcia Martins. 

"Uma das frases que me ficou a ressoar nos ouvidos (pela maldadezinha e preconceito implícitos) era qualquer coisa 'quase a chegar aos 40, estas influenciadoras começam a ser ultrapassadas pela nova geração de vloggers'. Fofo, não é? Nem consigo perceber bem a ideia (ultrapassadas? Em quê? Por quem? E os 40 são o fim da linha?)", continua, assumindo com grande orgulho que "os 39 são a idade que mais bem" lhe assenta.

Quanto ao facto de alegadamente existir a possibilidade de ser ultrapassada por novas digital influencers, 'Pipoca' deixa claro que "as oportunidades estão muito mais distribuídas"

"[...] Somos muitas mais do que quando comecei, mas trabalho é coisa que não me falta. Não me sinto ultrapassada porque também nunca vi isto como uma competição. Vou só fazendo o meu caminho. Hoje recebi, pelo quarto ano, o prémio da revista Executiva que reconhece as mulheres mais influentes do país e que eu muito agradeço. As coisas incríveis que acontecem 'quase a chegar aos 40'", completou.

Ver esta publicação no Instagram

Há umas semanas, a SIC passou uma reportagem sobre influencers na qual eu aceitei participar, tal como a Fernanda Velez ou a Mariana Seara Cardoso. Venderam-me uma coisa, acabou por ser outra (altamente julgadora e parcial), mas vivendo e aprendendo. Uma das frases que me ficou a ressoar nos ouvidos (pela maldadezinha e preconceito implícitos) era qualquer coisa “quase a chegar aos 40, estas influenciadoras começam a ser ultrapassadas pela nova geração de vloggers”. Fofo, não é? Nem consigo perceber bem a ideia (ultrapassadas? Em quê? Por quem? E os 40 são o fim da linha?), mas sinto que os 39 são a idade que mais bem me assenta. E aquela em que estou verdadeiramente segura de quem sou e do que quero. É a chamada idade do “ai, filhos, deslarguem-me que já não estou cá para merdas”. Quanto ao resto...também não me posso queixar. Claro que as oportunidades estão muito mais distribuídas, porque também somos muitas mais do que quando comecei, mas trabalho é coisa que não me falta. Não me sinto ultrapassada porque também nunca vi isto como uma competição. Vou só fazendo o meu caminho. Hoje recebi, pelo quarto ano, o prémio da revista Executiva que reconhece as mulheres mais influentes do país e que eu muito agradeço. As coisas incríveis que acontecem “quase a chegar aos 40”...

Uma publicação partilhada por A Pipoca Mais Doce (@apipocamaisdoce) a 17 de Set, 2020 às 2:01 PDT

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as notícias dos famosos, realeza, moda e as mulheres mais elegantes.

O mundo das celebridades com fotos, vídeos e noticias de atores, atrizes e famosos.

Obrigado por ter ativado as notificações de Fama ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório