Meteorologia

  • 15 OUTUBRO 2019
Tempo
16º
MIN 12º MÁX 20º

Edição

Helena Isabel Patrício afirma que "continua a 'amar'" o ex-namorado

Após ter dado pormenores inéditos sobre o caso de violência doméstica que diz ter sofrido durante a relação com Gonçalo Rosado, a jurista diz ainda estar envolvida emocionalmente com o antigo companheiro.

Helena Isabel Patrício afirma que "continua a 'amar'" o ex-namorado

Helena Isabel Patrício foi convidada no 'Jornal das 8', da TVI, esta sexta-feira, para testemunhar o caso de violência doméstica que diz ter sofrido durante a relação com Gonçalo Rosado. Após a conversa com José Eduardo Moniz, a jurista recorreu às redes sociais para dar conta do "muito que ficou por dizer".

"É preciso dar novos passos relativamente a este fenómeno! Entre o período em que apresentámos queixa até a decisão do MP as vítimas estão por sua conta! São precisas medidas de coação mais gravosas para combater este sentimento de impunidade! É preciso tratar deste flagelo a partir do momento em que se apresenta a queixa! A condenação não basta! Todos os arguidos têm que ser tratados! Deveriam de frequentar obrigatoriamente consultas de psiquiatria! A condenação não lhes 'cura' a mente insana! Os surtos psicóticos! Todos os agressores deveriam de ficar com cadastro mesmo quando existe acordo entre ambas as partes", começou por referir.

E continua: "E as vítimas deveriam de receber igualmente acompanhamento... porque tantas vítimas quanto eu, continuam emocionalmente ligadas ao agressor. No amor não há violência, no amor não pode haver violência! Não podem haver faltas de respeito... mas a esperança que aquele caso seja isolado continua a agarrar-nos aquela pessoa".

Por fim, Helena revela que continua a nutrir amor por Gonçalo Rosado, ainda que considere esse sentimento "inconcebível". "Assumo que continuo a travar uma batalha contra mim mesma. Ressaco-lhe o cheiro. Continuo a 'amar' mas com a consciência de que este amor é irracional e inconcebível. Esta consciência já me ajuda a não voltar atrás! Não desistam! Não mostrem medo", rematou. 

Ficou muito por dizer.. É preciso dar novos passos relativamente a este fenómeno! Entre o período em que apresentámos queixa até a decisão do MP as vítimas estão por sua conta! São precisas medidas de coação mais gravosas para combater este sentimento de impunidade! É preciso tratar deste flagelo apartir do momento em que se apresenta a queixa! A condenação não basta! Todos os arguidos têm que ser tratados! Deveriam de frequentar obrigatoriamente consultas de psiquiatria! A condenação não lhes “cura” a mente insana! Os surtos psicóticos! Todos os agressores deveriam de ficar com cadastro mesmo quando existe acordo entre ambas as partes. E as vítimas deveriam de receber igualmente acompanhamento.. porque tantas vítimas quanto eu, continuam emocionalmente ligadas ao agressor.. No amor não há violência, no amor não pode haver violência! Não podem haver faltas de respeito.. mas a esperança que aquele caso seja isolado continua a agarrar-nos aquela pessoa.. Assumo que continuo a travar uma batalha contra mim mesma.. ressaco lhe o cheiro.. Continuo a “amar” mas com a consciência de que este amor é irracional e inconcebível .. esta consciência já me ajuda a não voltar atrás! Não desistam! Não mostrem medo..

Uma publicação partilhada por Helena Isabel Patricio (@hisapatricio) a 8 de Fev, 2019 às 2:54 PST

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as notícias dos famosos, realeza, moda e as mulheres mais elegantes.

O mundo das celebridades com fotos, vídeos e noticias de atores, atrizes e famosos.

Obrigado por ter ativado as notificações de Fama ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório