Meteorologia

  • 24 MAIO 2019
Tempo
21º
MIN 18º MÁX 25º

Edição

"É muito bom ser mãe de meninas e não acredito que vá tentar o rapaz"

Com duas filhas, uma com 12 e outra com dois anos, Bárbara Norton de Matos falou abertamente com o Fama ao Minuto sobre as meninas, destacando pormenores acerca do que as define, sem esquecer a boa relação entre ambas.

"É muito bom ser mãe de meninas e não acredito que vá tentar o rapaz"
Notícias ao Minuto

09:09 - 17/01/19 por Marina Gonçalves 

Fama Bárbara N. de Matos

Assim como José Raposo, também a atriz Bárbara Norton de Matos esteve presente no evento que serviu para apresentar a coleção de bebé do Continente.

Mãe de duas meninas, Luz, de 12 anos (da relação com Gonçalo Pina e Melo), e Flor, de dois (da relação com Ricardo Areias), a artista confessou que "perdeu muitas vezes a cabeça" quando foi mãe pela primeira vez, referindo-se às compras para as pequenas. 

No entanto, agora já não é igual, assegurando ser "muito mais contido", até porque guardou durante dez anos muitas coisas da filha mais velha. Em conversa com o Fama ao Minuto, Bárbara Norton de Matos falou abertamente sobre o estilo e personalidade das meninas, sem esquecer a relação entre ambas. 

A mais velha já se veste completamente sozinha ou ainda pede conselhos à mãe?

Nada! Ela é que me dá conselhos a mim. A Luz veste-se sozinha, tem um estilo muito próprio, uma personalidade muito bem definida.

Com que idade é que ela começou a vestir-se sozinha?

Mais ou menos há um ano e tem imenso estilo. Tem muito bom gosto e tem uma maneira de vestir muito própria, é muito dela, não copia ninguém…

Quais as principais diferenças entre a filha mais velha e a mais nova?

Elas têm as duas uma personalidade muito forte, são signos muito fortes… Mas a Luz é mais tranquila, mais calma, sempre foi um bebé mais calmo. A Flor é elétrica, muito ativa. Bem-dispostas sempre foram as duas, mas a Flor tem uma energia fora do normal. No Natal, por exemplo, estávamos todos em família e estava uma data de bebés. Chegou a uma altura em que todos ficaram cansados e foram para o sofá, mas a minha dançou até à 1h30 da manhã. E depois acordou às 7h00. E não faz birra durante o dia. Está sempre bem disposta… Ela é assim. Já perguntei ao médico, mas ele diz que há bebés que são assim, que não precisam de dormir tanto.

E nesse aspeto é mais parecida com a mãe?

Não, nada! É parecida com o pai. Ele precisa de dormir pouco, tem imensa energia. A outra é mais calma como eu e gosta de dormir. 

Elas dão-se bem, têm uma boa relação? A Luz tem aquele instinto de proteger e irmã?

Dão-se muito bem! [E sim], tem. É como se fosse uma segunda mãe. É uma irmã mais velha muito querida, ajuda-me imenso…

Hoje com duas meninas, alguma vez se imaginou com um menino?

Aí, já chega! Antes sim. Aliás, antes de nascer a Luz, quando fiquei grávida, achei que era um rapaz. Mas ainda bem que não porque eu gosto muito de ser mãe de raparigas. Também não tenho como comparar, de certeza que se tivesse um rapaz também ia adorar. Mas é muito bom ser mãe de meninas e não acredito que vá tentar o rapaz, mas nunca se sabe o dia de amanhã.

A mais velha já começa a pensar no que quer ser quando for grande?

Ela diz que gostava de ser atriz, fotógrafa, psicóloga, decoradora… Por acaso tem jeito para muita coisa, o que é bom. Já sabe que quer ir para artes… É o que a fizer feliz.

Mas ela sempre foi muito decidida?

É muito, às vezes até demais, mas até gosto que seja assim. Tem uma personalidade muito própria, muito vincada. E depois é uma miúda que tem uns valores de amizade e de ajuda… É muito querida, uma boa amiga, vejo isso pelas amigas dela, preocupa-se, cuida… Muito preocupada comigo. Às vezes até brincamos e eu digo que ela parece minha mãe. Ela repara em tudo, se eu ando a comer menos, se ando mais calada, fica logo preocupada e vem-me perguntar se está tudo bem, se eu quero falar… É muito bom. Com 12 anos tem muita graça, mas é muito querida, dá-me muitos miminhos e ainda é muito mimocas. Adora que eu lhe dê mimos, mesmo à frente da escola.

Há mães que consideram ser bom ser-se a melhor amiga da filha, mas há quem discorde. Qual é a sua opinião?

Acho que sou a melhor amiga dela [filha mais velha] e acho que é possível conciliar as duas coisas. Sou a melhor amiga dela, mas sou mãe. Quero que ela possa contar comigo para tudo. Estou lá! Agora não posso é deixar de ser mãe, às vezes tenho de chamar à atenção. É mais difícil gerir as duas coisas, mas as coisas que ela me conta... sinto que sou a melhor amiga dela. Não quer dizer que vá ser sempre. Há sempre coisas que não apetece contar aos pais e eu vou respeitar isso. Há-de ter a vida dela e conta o que quiser contar. Agora, quero que ela saiba que comigo pode contar com o que quiser, mesmo coisas menos agradáveis. Prefiro saber e que ela conte com a minha ajuda do que não saber.

Projetos em vista para 2019?

Tenho em vista, mas não posso falar.

Tem estado um bocadinho afastada da televisão...

Sim, parei em junho. Foi uma opção minha. Soube bem, está a saber bem.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as notícias dos famosos, realeza, moda e as mulheres mais elegantes.

O mundo das celebridades com fotos, vídeos e noticias de atores, atrizes e famosos.

Obrigado por ter ativado as notificações de Fama ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório