Meteorologia

  • 16 OUTUBRO 2018
Tempo
18º
MIN 17º MÁX 18º

Edição

Lucros da Jerónimo Martins sobem para os 85 milhões de euros

A Jerónimo Martins obteve um resultado líquido de 85 milhões de euros no primeiro trimestre de 2018, mais 9,1% do que no período homólogo, anunciou a empresa hoje em comunicado.

Lucros da Jerónimo Martins sobem para os 85 milhões de euros
Notícias ao Minuto

09:30 - 26/04/18 por Lusa

Economia Trimestre

As vendas do grupo totalizaram 4,2 mil milhões de euros, um crescimento de 14,2% (12,1% a taxas de câmbio constantes).

O EBITDA do grupo cifrou-se em 215 milhões de euros no período em análise, o que equivale a mais 12,2% do que no mesmo trimestre do ano anterior (uma subida de 7,5% a taxas de câmbio constantes), "apesar da pressão continuada sobre os custos de pessoal, especialmente na Biedronka e no Pingo Doce", refere a empresa.

"O forte desempenho de vendas gerou bons resultados no trimestre com todas as nossas insígnias a tirar o máximo partido da época da Páscoa", de acordo com a mensagem do presidente e administrador delegado, Pedro Soares dos Santos, que consta do comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

O negócio na Polónia, com a rede de supermercados Biedronka, beneficiou os resultados do grupo, com um aumento de 15,6% nas vendas, para 2,92 mil milhões.

"Na Polónia, o consumo manteve-se forte e o ambiente operacional permaneceu muito competitivo", pelo que a Biedronka manteve o foco nas vendas e uma abordagem centrada no consumidor, "alcançando excelentes resultados", destaca a Jerónimo Martins, sinalizando que neste país a inflação alimentar reduziu-se de 5,6% no quarto trimestre de 2017 para os 4% no primeiro trimestre deste ano.

Em Portugal, a rede Pingo Doce e a Recheio conseguiram também resultados positivos, com aumentos de 7,1% nas vendas para os 882 milhões de euros e 4,2% para 210 milhões de euros, respetivamente.

Na Colômbia, as vendas também prosperaram, com a rede de supermercados Ara a subirem 54,4% em termos homólogos, depois da abertura de 25 novas lojas este ano e que completaram uma rede total de 414 localizações no final de março.

Em Portugal, o Pingo Doce e o Recheio estão bem preparados para beneficiar de um contexto económico positivo e para continuar a reforçar as suas posições no mercado, acrescentam. Na Colômbia, o nível de confiança dos consumidores tem vindo a melhorar e a Ara continuará focada em expandir a escala das operações.

Para a Polónia, o grupo mantém, para os próximos trimestres, uma perspetiva positiva sobre a economia e o consumo.

"A Biedronka continuará focada em capturar todas as oportunidades de vendas e em reforçar a sua quota de mercado. Relativamente à obrigatoriedade de encerrar as lojas aos Domingos, estamos confiantes que os nossos planos de ajustamento face às novas regras se mostrarão eficazes", refere.

O pagamento do dividendo, em 2018, de 385,2 milhões euros terá lugar no dia 10 de maio, de acordo com a informação divulgada pela empresa.

As ações da Jerónimo Martins seguiam a negociar pelas 09:50 na Euronext Lisbon em alta de 2,658% para 14,715 euros.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório