Meteorologia

  • 24 JUNHO 2019
Tempo
19º
MIN 16º MÁX 21º

Edição

Quatro mil bancários 'despachados' após chegada da troika

Dados fornecidos pelos bancos ao Diário Económico mostram que entre Junho de 2011, quando a troika aterrou em Portugal, até ao passado mês de Junho, saíram das instituições bancárias 3.917 funcionários, o que corresponde a um corte de 10%. A liderar esta redução de funcionários está o BCP, seguido do Banif e BPI.

Quatro mil bancários 'despachados' após chegada da troika

Entre Junho de 2011 e o mesmo mês deste ano, os maiores bancos portugueses reduziram em cerca de um terço os custos com pessoal, o que corresponde a 3.917 funcionários da actividade doméstica das instituições.

Curiosamente, os bancos que recorreram ao apoio do Estado foram os que mais dispensaram funcionários. Segundo o Diário Económico, o BCP, liderado por Nuno Amado, surge no topo da lista, com um corte de 1.339 colaboradores, seguido pelo Banif (1233) e o BPI (842).

Já o BES, liderado por Ricardo Salgado, e o Santander Totta, presidido por António Vieira Monteiro, foram os que menos reduziram, 159 e 148, respectivamente.

Esta redução do número de funcionários permitiu às instituições bancárias acima referidas uma poupança superior a 300 milhões de euros no primeiro semestre deste ano, em relação com o mesmo período de 2011, ano em que a troika chegou a Portugal.

Estes dados, avançados ao Diário Económico pelos bancos, mostram ainda que nas áreas internacionais, a tendência inverte-se, com as instituições bancárias a aumentar o número de funcionários.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório