Meteorologia

  • 21 ABRIL 2018
Tempo
17º
MIN 16º MÁX 17º

Edição

Aceleração das exportações mostra "bom momento" também da competitividade

O ministro da Economia comentou hoje, em Bruxelas, que o aumento das exportações portuguesas, que classificou como "uma aceleração muito forte", mostra que o país está a atravessar "um bom momento" também em termos de competitividade.

Aceleração das exportações mostra "bom momento" também da competitividade
Notícias ao Minuto

17:03 - 12/03/18 por Lusa

Economia Caldeira Cabral

À saída de um Conselho de ministros da Competitividade da União Europeia, Manuel Caldeira Cabral, referindo-se aos dados hoje divulgados pelo Instituto Nacional de Estatísticas (INE), apontou que "as exportações portuguesas em janeiro subiram 9,6%, foi um crescimento acima do crescimento verificado nos três últimos trimestres, o que significa uma aceleração", que o Governo espera que continue.

"Foi uma aceleração muito forte, com um crescimento muito forte em setores como o setor do automóvel e dos componentes automóveis, que viram um forte crescimento das exportações para o mercado da União Europeia, mas também para os mercados globais. Mas foi um crescimento também muito forte em setores como o setor agroalimentar, com um crescimento de 15,6%, ou o setor das máquinas, que cresceu mais de 10% face a igual período do ano passado", notou.

Segundo o ministro da Economia, "isto significa que as exportações portuguesas continuam a mostrar-se muito competitivas e a crescer", até porque no ano passado Portugal já registou "um crescimento também muito forte das exportações, e um crescimento em que os Estados Unidos, o Brasil, Angola voltaram a ter um peso importante".

"Mas o crescimento verificado no ano passado só nos mercados da UE foi um crescimento de cerca de 9%, portanto foi um crescimento já muito bom e que significou que Portugal, além de ter acompanhado a recuperação desses mercados, cresceu muito acima dessa recuperação, ganhando quota de mercado e mostrando que, de facto, Portugal vive um bom momento de crescimento económico, mas vive também um bom momento em termos de competitividade da economia e das exportações portuguesas", concluiu.

De acordo com os dados hoje divulgados pelo INE, as exportações e importações aumentaram 9,6% e 12,4%, respetivamente, em janeiro face ao mesmo mês de 2017, acelerando ambas face ao mês anterior.

Em dezembro de 2017 a variação homóloga nominal das exportações e importações de bens tinha-se situado nos 0,0% e -0,5%, pela mesma ordem.

Nas estatísticas do comércio internacional relativas a janeiro de 2018, o INE refere que mais de metade (62%) do acréscimo nas exportações esteve associada ao "material de transporte", tendo o impacto desta categoria sido também "significativo nas importações", respondendo por 24% do acréscimo face a janeiro de 2017.

Segundo o instituto estatístico, as exportações cresceram 9,6% em termos homólogos "maioritariamente devido ao aumento de 10,4% registado no comércio intra-UE (+2,1% em dezembro de 2017)" e as importações aumentaram 12,4% "principalmente em resultado da evolução das importações de países intra-UE que aumentaram 13,6% (+2,9% em dezembro de 2017)".

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório

Os cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador.

Ao utilizar o nosso website, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.