Meteorologia

  • 28 NOVEMBRO 2021
Tempo
14º
MIN 7º MÁX 14º

Edição

Taxas aduaneiras de Washington ao aço e alumínio infringem normas da OMC

O Instituto de Investigação Económica alemão (Ifo) considerou hoje que as taxas aduaneiras dos Estados Unidos às importações de aço e alumínio "infringem as normas da Organização Mundial do Comércio (OMC)".

Taxas aduaneiras de Washington ao aço e alumínio infringem normas da OMC
Notícias ao Minuto

13:22 - 09/03/18 por Lusa

Economia Ifo

O Ifo refere que "a União Europeia não pode reagir por sua parte com taxas aduaneiras a produtos de aço e alumínio de países terceiros, como a China ou a Rússia, para proteger a própria indústria dos efeitos do desvio do comércio".

"A UE e o Governo alemão devem defender que os outros membros da OMC reclamem em conjunto face às regras da OMC para limitar o conflito comercial político", afirmou o diretor de Economia Externa do Ifo, Gabriel Felbermayr.

Felbermayr adiantou que o Presidente dos Estados Unidos, "Donald Trump, tem razão quando alude às elevadas taxas aduaneiras às importações da UE para os automóveis, de 10%, e para outros produtos".

Em média as taxas aduaneiras das importações dos Estados Unidos são mais baixas do que as da UE, segundo se acordou na Ronda de Uruguai, a oitava ronda das negociações comerciais multilaterais de 1986 a 1994, mas desde então o mundo mudou muito, considerou Felbermayr.

As grandes economias do mundo pediram a retirada das taxas de 25% para o aço e de 10% para o alumínio impostas por Trump.

O presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi, advertiu na quinta-feira que o protecionismo dos Estados Unidos é "perigoso" e que é um risco para o crescimento económico da zona euro e para as relações internacionais.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório