Meteorologia

  • 22 SETEMBRO 2018
Tempo
21º
MIN 20º MÁX 22º

Edição

Ryanair acusa ANA de criar monopólio em Lisboa

A transportadora aérea Ryanair acusou hoje a ANA -- Aeroportos de Portugal de querer alimentar um monopólio no Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, e exigiu que o Governo avance com a infraestrutura complementar no Montijo em 2019.

Ryanair acusa ANA de criar monopólio em Lisboa
Notícias ao Minuto

13:58 - 21/02/18 por Lusa

Economia Companhia aérea

"A ANA não vai fazer nada sobre a Portela [Aeroporto Humberto Delgado]. A ANA quer sentar-se e continuar a aumentar as tarifas na Portela e no Porto. É um monopólio e é isso que os monopolistas fazem. O que queremos é que o Governo português diga à ANA para abrir o [aeroporto complementar em] Montijo em 2019", afirmou, em declarações à agência Lusa, o diretor executivo da Ryanair, Michael O'Leary.

Para o responsável, o executivo deve também "convidar outros operadores de aeroportos na Europa a apostar no Montijo e, assim, estimular a concorrência entre a Portela e o Montijo".

Michael O'Leary solicitou, por isso, ao Governo que "não permita que a ANA controle a concorrência", até porque "há uma fila de outros gestores aeroportuários interessados em operar no Montijo, que adorariam ter um aeroporto em Lisboa".

Esta seria, a seu ver, uma "boa solução", já que levaria a tarifas mais baixas no Aeroporto Humberto Delgado e mais crescimento no aeroporto complementar do Montijo, sendo vantajosa "para a Ryanair, para outras companhias e para os clientes".

"A solução que temos, de momento, é a solução errada, que é o monopólio da Portela, que tem vindo a adiar o projeto do Montijo. Não faz sentido", criticou.

Ainda assim, o diretor executivo recusou que a Ryanair se mude para o aeroporto complementar no Montijo, aquando da sua abertura, frisando que tal infraestrutura serviria para "pôr lá todo o crescimento" que não cabe no aeroporto de Lisboa.

"Não podemos crescer na Portela porque o aeroporto está sempre a dizer-nos que não temos sítio para pôr as aeronaves [...] porque o terminal está cheio. O terminal não está cheio, nalgumas horas até está vazio", observou Michael O'Leary.

Com estas duas infraestruturas, a Ryanair teria entre seis a 10 aeronaves no Montijo, mantendo oito equipamentos em Lisboa, adiantou o responsável, lembrando que esta já é a segunda maior companhia com operação no Aeroporto Humberto Delgado.

A capacidade declarada do aeroporto Humberto Delgado é de 40 movimentos por hora, estando a operação média em 38 movimentos por hora. Ainda assim, é possível crescer até movimentos por hora com a libertação do espaço aéreo, segundo a ANA.

Com a reconversão da base aérea do Montijo para a aviação civil, estima-se que a capacidade hoje existente seja duplicada.

Previsto para iniciar a construção no próximo ano, o aeroporto complementar no Montijo deverá entrar em funcionamento em 2022.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório