Meteorologia

  • 13 NOVEMBRO 2018
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 16º

Edição

Economia cresceu 2,7% no ano passado. Não crescia tanto desde 2000

É preciso recuar ao ano 2000 para encontrar um crescimento do PIB superior a 2,7%, sendo que nesse ano a economia avançou 3,8%. Os números divulgados pelo INE superam as previsões do Governo de António Costa e do FMI.

Economia cresceu 2,7% no ano passado. Não crescia tanto desde 2000
Notícias ao Minuto

09:30 - 14/02/18 por Beatriz Vasconcelos 

Economia PIB

O Instituto Nacional de Estatística (INE) divulgou, esta quarta-feira, a estimativa rápida sobre o crescimento económico do conjunto de 2017, que deverá ter rondado os 2,7%, devido ao aumento da procura interna e da aceleração do investimento

"Esta evolução resultou do aumento do contributo da procura interna, refletindo principalmente a aceleração do investimento, uma vez que a procura externa líquida apresentou um contributo idêntico ao registado em 2016", lê-se no relatório do INE.

A agência de estatísticas portuguesa anunciou ainda que o crescimento da economia no 4.º trimestre de 2017 se situou nos 2,4%, face a 2,5% no trimestre anterior. 

O Governo de António Costa e o Fundo Monetário Internacional (FMI) estimavam que o produto interno bruto (PIB) crescesse 2,6% no ano passado, abaixo da previsão da Comissão Europeia, que apontava para os 2,7%. Os analistas consultados pela agência Lusa também apontavam para um crescimento de 2,7%. 

Em termos de comparação homóloga, em 2015 a economia portuguesa cresceu 1,8% e em 2016 o crescimento do PIB foi de 1,5%. 

[Notícia atualizada às 09h39]

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório