Meteorologia

  • 18 FEVEREIRO 2018
Tempo
12º
MIN 12º MÁX 13º

Edição

Wall Street fecha em clara progressão ajudada por Apple e Boeing

A bolsa nova-iorquina encerrou hoje em nítida progressão, começando a semana em força depois da forte queda na semana passada, apoiada pelos ganhos das ações da Apple e Boeing.

Wall Street fecha em clara progressão ajudada por Apple e Boeing
Notícias ao Minuto

22:11 - 12/02/18 por Lusa

Economia Bolsa

Os resultados definitivos da sessão indicam que o Dow Jones Industrial Average fechou a ganhar 1,70%, para os 24.601,27 pontos, e o Nasdaq 1,56%, para os 6.981,96.

Da mesma forma, o S&P500 progrediu 1,39%, para as 2.656,00 unidades.

"Os mercados mostraram sinais sólidos e mantiveram os seus ganhos durante toda a sessão", comentou Peter Cardillo, do First Standard Financial, estimando que o pior da tempestade bolsista já passou.

A subida bolsista beneficiou do forte contributo dado de dois membros do Dow Jones, a Apple, que avançou hoje 4,03%, e a Boeing, que fechou com ganhos de 3,30%.

"O mercado regressa às considerações mais fundamentais, os resultados das empresas estão bem orientados e estamos à espera dos dados económicos que vão ser divulgados esta semana", comentou William Lynch, da Hinsdale Associates.

A apresentação pelo Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, do seu plano de infraestruturas dinamizou, por outro lado, os setores da indústria e dos materiais, com os respetivos subíndices no S&P500 a avançarem respetivamente 1,57% e 2,09%.

Segundo este plano, que ainda precisa da aprovação do Congresso, o Estado federal deve consagrar 200 mil milhões de dólares (163 mil milhões de euros) em dez anos para melhorar estradas, autoestradas, pontes e até construir redes numéricas de banda larga, com um investimento total entre 1,5 biliões (milhão de milhões) e 1,7 biliões de dólares.

Por outro lado, "o mercado obrigacionista enfraqueceu durante a sessão, o que abriu a via para as ações", notou Cardillo.

Depois de durante a noite, a taxa de juro das obrigações do Tesouro dos EUA a 10 anos ter subido para um máximo de quatro anos, nos 2,893%, veio a estabilizar nos 2,855%, contra 2,851% na sexta-feira à noite, ao passo que a relativa ao prazo de 30 anos baixava para 3,144%, contra 3,160% na sexta-feira.

A primeira subida, em seis sessões, da cotação do petróleo em Nova Iorque também ajudou os valores da energia a avançar, com o seu subíndice no S&P500 a subir 1,65%.

A praça de Wall Street recuperou assim parte das perdas acumuladas na semana passada, quando um violento regresso da volatilidade aos mercados provocou ao Dow Jones a maior queda (5,2%) desde o início de 2016.

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório

Os cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador.

Ao utilizar o nosso website, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.