Meteorologia

  • 17 OUTUBRO 2018
Tempo
16º
MIN 15º MÁX 16º

Edição

Candidaturas à compra do banco Efisa adiadas para 1 de março

O período para entrega de candidaturas à compra da participação pública no banco Efisa foi adiado e termina agora no início de março, segundo informação da Parparticipadas publicada em Diário da República.

Candidaturas à compra do banco Efisa adiadas para 1 de março
Notícias ao Minuto

19:23 - 09/02/18 por Lusa

Economia Parparticipadas

O Estado, através da Parparticipadas, publicou em 23 de janeiro o concurso público de venda do banco Efisa, dando aos interessados 20 dias, até 12 de fevereiro, para apresentarem propostas não vinculativas.

Na quinta-feira, a Parparticipadas publicou um adiamento ao prazo para apresentação de candidaturas por um período de 17 dias, terminando então às 13:00 horas de 01 de março.

Em consequência, os prazos para os processos seguintes também foram adiados 17 dias: a apresentação das propostas preliminares termina agora às 13:00 horas de 26 de março e a apresentação das propostas finais às 13:00 horas de 10 de abril.

O capital do banco é detido, na totalidade, pela "holding" estatal Parparticipadas, sociedade criada para ficar com ativos do BPN após a nacionalização deste, e que ficou com os ativos que o angolano BIC não adquiriu ao ex-BPN.

Em meados de dezembro, num comunicado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a Parparticipadas admitiu ter por objetivo concluir o concurso, com a adjudicação da proposta vencedora, num prazo de "três a quatro" meses.

O anúncio de venda ocorre depois de ter sido cancelada em abril de 2017 a venda do Banco Efisa à empresa Pivot, acordada no final de 2015, após ter terminado o prazo para a concretização da operação.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório