Meteorologia

  • 21 AGOSTO 2018
Tempo
29º
MIN 27º MÁX 31º

Edição

TdC aponta baixa execução de alguns programas europeus para a inovação

O Tribunal de Contas concluiu que alguns dos projetos apoiados com fundos europeus para a investigação e inovação não contemplam suficientemente os objetivos, apontando ainda a fraca execução de alguns dos apoios.

TdC aponta baixa execução de alguns programas europeus para a inovação
Notícias ao Minuto

12:21 - 11/12/17 por Lusa

Economia Críticas

No relatório de uma auditoria aos apoios dos programas operacionais do Portugal 2020 e do programa-quadro Horizonte 2020, o organismo de fiscalização viu que "algumas temáticas presentes nos documentos estratégicos europeus não são consideradas nos indicadores da estratégia nacional", apesar de no geral haver "ligação coerente" entre as orientações de Bruxelas e a aplicação nacional dos programas.

Os apoios consistem em 2,25 mil milhões de euros de Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER) e 1,1 mil milhões de financiamento português, com 340 milhões de componente pública nacional.

Numa das prioridades do investimento, a da "promoção do investimento das empresas em investigação e inovação", para a qual estavam previstos 200 milhões, "não se verificou qualquer execução".

No item seguinte das prioridades, o da "promoção do investimento das empresas em investigação e inovação", no valor de 25,8 milhões, também há "taxas de execução muito baixas".

"A fraca taxa de execução, apenas 6,6% em termos globais, pode pôr em causa a utilização plena dos recursos disponíveis", salienta o Tribunal de Contas.

Num dos projetos analisados apoiados no programa Compete 2020, um cruzeiro fluvial no rio Douro que envolveu a construção de um navio hotel, no valor de 13,9 milhões de euros, o Tribunal concluiu que "o caráter de inovação tecnológica se reduz a alguns aspetos de pormenor de proteção ambiental e eficiência energética e que as despesas de investigação e desenvolvimento são nulas".

O Tribunal considerou ainda que os requisitos estabelecidos para apoiar empresas de inovação produtiva "não medem diretamente a contribuição da inovação para o resultado/impacto da implementação do projeto, mas sim a evolução económica dos resultados da empresa".

Por isso, não são os resultados em termos de inovação a contarem para decidir a atribuição dos financiamentos, como definiu a Comissão Europeia.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório

Os cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador.

Ao utilizar o nosso website, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.